Muda regra de câmbio para compras com cartão de crédito no exterior

Atualmente, o mais comum é os bancos cobrarem o valor da moeda na data de fechamento da fatura

Por O Dia

Rio - Na semana passada, o Banco Central anunciou uma medida que já vinha sendo discutida há algum tempo: a obrigação dos bancos de aplicar a taxa de câmbio do dia da compra nas operações feitas com cartão de crédito. Atualmente, o mais comum é os bancos cobrarem o valor da moeda na data de fechamento da fatura. A medida passa a valer a partir de 1º de março de 2020.

Com a mudança, o consumidor evita surpresas com a variação do dólar entre o dia da compra e a data de pagamento da fatura. A regra, que desde 2016 era facultativa e apresentou baixa adesão das instituições financeiras, agora passa a ser obrigatória. O IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) de 6,38% continuará a ser cobrado nas compras independentemente da escolha da taxa de câmbio.

Sem serviço

Aqui em casa fico mais tempo sem sinal de internet e telefone do que com sinal. Ligo para a Oi e faço a solicitação de uma visita técnica, mas essa visita não acontece. Eu não quero apenas o abatimento pelos dias em que fiquei sem o serviço, quero o serviço funcionando de forma adequada. José Carlos Garcês, Rocha Miranda - Rio de Janeiro

A Oi entrou em contato com o cliente em 23/11 e confirmou que após a solicitação de reparo o telefone voltou a funcionar normalmente. Assessoria de Imprensa Oi

Cobrança indevida

O hidrômetro da minha residência foi trocado, e, após a troca, a conta está vindo alta demais. Sempre paguei em torno de R$90, mas neste mês recebi conta de mais de R$3.000! Cinéia de Deus Ferreira, Padre Miguel - Rio de Janeiro

A Zona Oeste Mais Saneamento realizou, em 20/08/2018 uma vistoria no imóvel, onde foi constatou vazamento de água. Na ocasião informamos a cliente sobre o vazamento e a necessidade de consertar o vazamento de água no interior do imóvel. Assessoria de Imprensa Zona Oeste Mais

Fui desrespeitada

Liguei para a Net e fui atendida pela funcionária Liliane. Infelizmente fui muito mal atendida. Solicitei que a funcionária falasse mais alto e ela disse "Já estou falando alto, não posso gritar". Pedi que a funcionária fosse mais educada uma vez que não pedi que gritasse e ainda assim ela foi grosseira. Peço que deem um treinamento mais adequado aos seus funcionários para que os consumidores não precisem passar por tal situação! Ana Paula Perilli de Carvalho, Quintino - Rio de Janeiro

Em atenção à mensagem da Sra. Ana Paula Perilli de Carvalho, a Net informa que entrou em contato com a cliente e regularizou a situação. A operadora permanece à disposição. Assessoria de Imprensa NET

Cobrança em dobro

Costumo usar o aplicativo 99 todos os dias. No 26 de novembro de 2018 fui cobrada indevidamente. O pedágio da Linha Amarela que custa R$ 7,20 e o valor cobrado foi R$ 14,40. Gostaria de ter esta situação resolvida. Ana Paula Perilli de Carvalho, Quintino - Rio de Janeiro

A 99 informa que o reembolso no valor de R$ 7,20 foi realizado no dia 1º de dezembro de 2018 e estará disponível na próxima fatura do cartão de crédito da passageira Ana Paula Perilli de Carvalho, que solicitou a correção. Assessoria de Imprensa 99

Dúvidas frequentes - Renata Bento, psicóloga

Quando se trata de uma acusação de abuso sexual a palavra de ordem imediata é proteção à criança. Segundo a psicanalista e perita Renata Bento, uma acusação desta magnitude muda o rumo de um processo de guarda ou de convivência. "Por proteção à criança se entende a necessidade de afastamento, muitas vezes, imediata do genitor acusado e o estudo psicológico e social, que é a perícia, preservando assim o infantil", explica. Segundo a especialista as principais questões que envolvem perícias têm como pano de fundo o desejo de afastamento total do genitor acusado pelo genitor que acusa. "Nem sempre as acusações são verdadeiras, mas sempre deixam marcas profundas em toda a família e prejudicam o desenvolvimento emocional do menor".

 

Comentários