Insurtech cria moeda virtual para recompensar motoristas

DriveOn lança os tokens cryptomiles, que poderão ser trocados por serviços em lojas de autopeças e postos de combustíveis

Por Bernardo Costa

DriveOn recompensa motorista conforme padrões de direção segura
DriveOn recompensa motorista conforme padrões de direção segura -

O modelo de seguro baseado em uso é uma tendência mundial no ramo da cobertura de automóveis. Nele, com base no comportamento do motorista ao volante, é possível traçar um perfil de condução (score) que vai influenciar diretamente no preço da apólice. A transmissão de informações, como velocidade, avanço de sinal e entradas em curvas, se dá por telemetria, tecnologia que, no Brasil, está sendo desenvolvida pela DriveOn. A insurtech, como são conhecidas as empresas de tecnologia que trazem inovações para o mercado de seguros, deu um passo adiante este ano, com o lançamento dos tokens cryptomiles, uma espécie de moeda virtual para premiar os motoristas prudentes cadastrados na plataforma da empresa.

Em troca do repasse de informações sobre características de condução e dados de manutenção do veículo, o que se dá via aplicativo de celular ou dispositivo acoplado à porta OBD do carro, o motorista recebe cryptomiles. Quanto mais seguro for a sua maneira de guiar, mais cryptomiles ele terá como recompensa. "Caso ele exerça direção perigosa, o sistema envia notificações com dicas para melhorar a condução", diz Márcio Pessoa, um dos fundadores e diretor de marketing da DriveOn.

Os tokens cryptomiles podem ser revertidos em benefícios para o motorista dentro da própria plataforma da empresa. "Estabelecimentos da cadeia de automóveis, como lojas de autopeças e postos de combustíveis, irão aceitar os créditos em cryptomiles. Essas parcerias estão em negociação", antecipa Pessoa.

Segundo ele, as cryptomiles também poderão ser trocadas por outras moedas virtuais ou até mesmo por real em casas de câmbio específicas. "Estamos em contato com dois estabelecimentos que irão listar a moeda. Mas, à medida que a cryptomiles ganhar relevância, ela será naturalmente mapeada pelas casas de câmbio", diz.

Expedito Belmont e Márcio Pessoa, fundadores da DriveOn, insurtech que desenvolve a tecnologia de telemetria no Brasil - Divulgação

DADOS PARA AS SEGURADORAS

Os dados sobre o perfil de condução dos motoristas e de manutenção do carro ficam armazenados no banco de dados da DriveOn. E podem interessar as seguradoras, que terão a possibilidade de comprar tokens cryptomiles para acessar essas informações. "Elas terão acesso ao score dos motoristas e poderão entrar em contato para oferecer coberturas a baixo custo e personalizadas", explica Pessoa.

O projeto da DriveOn foi apresentado ao júri do Prêmio Innovation Latam Awards, que elegeu a startup como uma das 100 mais inovadoras da América Latina, em 39º lugar. No momento, a empresa desenvolve projetos de telemetria para uma empresa de transporte e uma montadora.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

DriveOn recompensa motorista conforme padrões de direção segura Divulgação
Expedito Belmont e Márcio Pessoa, fundadores da DriveOn, insurtech que desenvolve a tecnologia de telemetria no Brasil Divulgação

Comentários