Mais Lidas

Confira quais são as novidades da TV que estão vindo por aí

Em 2017, as emissorasfazem produções sobre a independência do Brasil, sobre a rotina dos carcereiros e até uma nova saga bíblica - são alguns dos destaques

Por bianca.lobianco

Rio - O ano de 2017 começou ontem e já está com uma agenda abarrotada de estreias na teledramaturgia. Quem começa é a Record, na quarta-feira, com a série ‘Sem Volta’, sobre 11 montanhistas que se perdem quando vão escalar a Agulha do Diabo, na Serra dos Órgãos, próximo a Teresópolis, no Rio de Janeiro.

Cauã Reymond está na minissérie 'Dois Irmãos'Divulgação

“Decidimos usar aquele conceito de lente 14 a um palmo do rosto dos atores e praticamente nenhuma luz. Conseguimos um resultado único, diferente de tudo que já foi feito, pois além de ação, a série tem muito suspense e drama”, diz o diretor Edgard Miranda. No elenco, Camila Rodrigues, Ângelo Paes Leme, Flávia Monteiro e Heitor Martinez.

No dia 9, será a vez do drama familiar ‘Dois Irmãos’, inspirada na obra de Milton Hatoum, estrear na Globo. A trama narra a história dos gêmeos Omar e Yaqub (interpretados por Cauã Reymond, quando adultos), que desde pequenos têm personalidades conflitantes. Da disputa entre eles pelo amor de Lívia (Bárbara Evans) e o amor desmedido da mãe deles, Zana (Juliana Paes/Eliane Giardini) pelo filho Omar. “Foi uma preparação muito intensa e ao mesmo tempo prazerosa.

Sem dúvida, esta foi a jornada artística mais interessante da minha carreira. Eu realmente me joguei como nunca. Me fez entender quem eu sou como artista, o que quero, que lugar é esse novo que conheci. Mais do que entretenimento, ele trará reflexão ao telespectador”, aposta Cauã.

Ainda na Globo, no dia 17, será a volta de Laranjinha (Darlan Cunha) e Acerola (Douglas Silva) em ‘Cidade dos Homens’, que retorna à grade depois de 12 anos. Agora eles são pais e enfrentam dramas adultos, como a dificuldade no atendimento público de saúde. “Na minissérie, a falta de acesso ao atendimento médico empurra os personagens contra a realidade e chega a gerar confrontos entre os eternos amigos Laranjinha e Acerola”, adianta o autor George Moura.

Rodrigo Lombardi é o protagonista de ‘Carcereiros’, série inspirada no livro homônimo de Dráuzio Varella, que estreia neste mês. Adriano (Lombardi) tem 40 anos, é formado em História, mas decide seguir a profissão do pai e vira carcereiro. Ele lida diariamente desarmado com 400 presos só com a palavra e a confiança. Além de mostrar todos os dramas e conflitos, o projeto mesclará dramaturgia com documentário, mostrando depoimentos de carcereiros reais e suas rotinas. Matheus Nachtergaele, Aílton Graça, Caco Ciocler e Projota estão no elenco.

Em fevereiro, a Record estreia a novela bíblica ‘O Rico e o Lázaro’, cujos protagonistas serão vividos por Milena Toscano, Igor Rickli e Dudu Azevedo. Joana (Milena), Lázaro (Igor) e Asher (Dudu) são amigos de infância. Após se separarem, eles se reencontram anos depois. Enquanto Lázaro é um profeta, Asher sofre com lepra. E a moça fica com o coração dividido entre os dois. A autoria é de Paula Richard e direção de Edgard Miranda.

De volta à Globo, em março a emissora estreia ‘Novo Mundo’, a próxima novela das 18h, assinada por Thereza Falcão e Alessandro Marson, que conta aventura romântica ambientada no Brasil do início do século XIX. A chegada da arquiduquesa austríaca Leopoldina (Letícia Colin) para se casar com Dom Pedro (Caio Castro) e o romance ficcional entre a professora de português Anna (Isabelle Drummond) e o ator Joaquim (Chay Suede) darão os tons dessa trama, que se entrelaça à luta do Brasil pela independância.

Para abril, a emissora agendou a estreia da terceira temporada de ‘Mister Brau’. Dessa vez, Brau (Lázaro Ramos) e Michele (Taís Araújo) comandarão um programa de auditório onde receberão nomes da MPB, precisam administrar a volta de Vicente (André Bankoff), o ex de Michele, e a chegada de seus filhos adotivos. “Família é um assunto da série. A gente sempre falou: ‘Cadê a família dos Brau?’. É um pouco o norte da temporada toda. Tem a mãe do Brau, o pai da Michele”, explica Lázaro.

Ainda em abril, na Globo, será lançada ‘A Força do Querer', novela das 21h, de Gloria Perez. A trama é protagonizada por Juliana Paes, Paolla Oliveira, Isis Valverde, Rodrigo Lombardi e Maria Fernanda Cândido. O folhetim tratará da diversidade, da tolerância, abordará os embates entre o querer e os limites éticos e terá atores transexuais no elenco. Na história, o advogado Caio (Lombardi) largou uma carreira em ascensão quando Bibi (Juliana) terminou o relacionamento deles. Aproximadamente 15 anos depois, eles se reencontram. Caio é movido por ideais éticos, enquanto Bibi enveredou para a vida do crime.

No mesmo mês, a Globo estreia ‘Os Dias Eram Assim’, próxima novela das 23h, de Chaves e Alessandra Poggi, ambientada na ditadura militar, entre os anos 1970 e 1980. Renato Góes será o protagonista no papel de um médico e Suzana Vieira, uma vilã. Antonio Fagundes, Natália do Vale e Sophie Charlotte também estão no elenco.
Também em abril tem ‘Vade Retro’ (10), série protagonizada por Monica Iozzi e Tony Ramos, na Globo. Na história, Ramos interpreta Abel Zebul, empresário e palestrante motivacional de prestígio, que ensina o caminho do sucesso para outros empresários. Já Monica é Celeste, a secretária do enigmático e manipulador Abel. A série tem 12 episódios e é assinada por Fernanda Young e Alexandre Machado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia