Patricya Travassos diz estar sempre em busca de autoconhecimento

De volta à Globo, atriz fala de sua ligação com o tema da novela das seis e conta que, quando estava na Record, fãs achavam que ela tinha sumido

Por gabriel sobreira | gabriel.sobreira@odia.com.br

Patricya Travassos
Patricya Travassos -

Rio - Desde 2007, Patricya Travassos, 63 anos, era um rosto comum no elenco da Record, canal em que ela fez quatro novelas — ‘Caminhos do Coração’ (2007), ‘Os Mutantes’ (2008), ‘Ribeirão do Tempo’ (2010) e ‘Vitória’ (2014) —, uma série, ‘Milagres de Jesus’ (2014), e um especial, ‘Nova Família Trapo’ (2013). Mas toda vez que um fã perguntava onde ela estava esse tempo todo, a resposta era sempre a mesma.

“Estava na Record, não saí dos folhetins. As pessoas não veem tanto a Record quanto veem a Globo. Parece que você sumiu. Nunca parei de fazer TV, teatro. Atriz sempre fui”, destaca a carioca, que atualmente vive a espiritualizada Edméia, em ‘Espelho da Vida’, da Globo.

CONVITE DA GLOBO

O retorno para sua antiga emissora aconteceu depois de quatro anos fora da Record e também após muita insistência por parte da direção da novela das 18h. E, segundo a atriz, ela foi uma das últimas a acertar sua participação.

“Tinha acabado de estrear uma peça, estava fazendo ‘A Vila’, do Paulo Gustavo, no Multishow, não esperava nada disso (novela). Estava totalmente aérea. Ia continuar com a minha peça, no segundo semestre, e de repente surgiu esse convite e foi para ‘ontem’. Eu falei: ‘Gente, eu não posso, estou fazendo a peça, o Multishow’. Eles falaram que não tinha problema porque o personagem entrava mais adiante, que adequavam tudo”, gaba-se ela, que, em 1991, viveu a divertida Mary Matoso em ‘Vamp’, da Globo. “Até hoje ainda falam da família Matoso”, lembra, com bom humor.

‘ESPELHO DA VIDA’

Agora, na novela de Elizabeth Jhin, Patricya interpreta Edméia, uma mulher que nunca teve um relacionamento muito afetuoso com a filha, Isabel (Alinne Moraes). A mãe abandonou a herdeira para viver longe em um tipo de comunidade espiritual localizada em um vale distante da fictícia cidade de Rosa Branca. Por causa das armações de Isabel, que nunca foi flor que se cheire, Edméia assume o papel de aconselhar a moça, pois acredita na lei do retorno, ou seja, tudo que a filha faz para prejudicar os outros vai voltar.

Nos próximos capítulos, a situação entre mãe e filha fica ainda mais tensa quando Edméia dá falta de um livro seu de magias e deduzirá que foi Isabel quem o pegou. A moça acredita que a mãe a está impedindo de concretizar seus planos para separar a mocinha Cris (Vitória Strada) do amado dela, Alain (João Vicente de Castro). “A relação entre mãe e filha é muito tensa”, resume a veterana.

DESAFIO

Patricya assume que tem trabalhado muito em produções de humor, como ‘A Vila’, no ar no Multishow, e que esse é o barato dela. “Mas eu fazer uma coisa sem ter nenhuma caricatura, nenhuma crítica no sentido de trazer humor, para mim está sendo um desafio. Acho que ator que entra na zona de conforto, dançou”, diz ela, que não tem religião e acredita que reencarnação e carma são explicações lógicas para algumas questões.

“A gente vê na internet, algumas crianças de 3 anos tocando um clássico de Beethoven (Ludwig van Beethoven, compositor alemão), a mão nem cabe, e se pergunta da onde veio esse conhecimento? Como uma criança nasce já sabendo disso? Acredito que tenha uma carga no DNA, de informação ancestral, ou foi você que esteve em outro lugar e veio consertar tudo isso”, afirma.

MESMA ONDA

Sempre em busca do autoconhecimento — ela faz diversos trabalhos espirituais nesse tema através de leituras, por exemplo —, Patricya apresentou o ‘Alternativa Saúde’, por 14 anos, no GNT. “Durante esse tempo, um zilhão de pessoas foram lá (no programa), e eu acabava indo na palestra, indo fazer workshop. Conheci muita gente e fiquei algum tempo seguindo algumas, ou praticando. É a minha onda. Esse personagem não é muito distante de mim. Só é muito místico, eu não sou. Mas é um tipo de personagem que eu entendo. Não precisei fazer laboratório para ela”, comemora a atriz, aos risos.

Apesar de ter sido criada na religião católica e ter estudado em colégio católico também, a atriz conta que nunca se deu bem com o tom da religião que conhecemos. “Não gosto dessa coisa da religião, de você ir em um lugar que é nesse lugar que Deus está, Deus está ali, e ter um ser humano que te diz como é que é Deus, como se comunicar com Ele. Acho tudo isso muito rasteiro. Fico impressionada de alguém acreditar nisso”, frisa.

Galeria de Fotos

Patricya Travassos DKER Studio/Divulgação
Patricya Travassos e elenco de 'Espelho da Vida' Reprodução
Edméia (Patricya Travassos) e a filha Reprodução
Edméia (Patricya Travassos) fotos Reprodução
Patricya Travassos DKER Studio/Divulgação
Acima, Rique (Paulo Gustavo) e Daysi (Ilana Kaplan) em 'A Vila'. À esq., Paulo Gustavo, Patricya Travassos, Katiuscia Canoro e Mumuzinho nos bastidores da série do Multishow Juliana Coutinho/Multishow
Edméia (Patricya Travassos) e Isabel (Alinne Moraes) João Miguel Júnior/TV Globo
Patricya Travassos AgNews

Últimas de Diversão