Troca de cartas entre serial killers condenados é trama do livro 'Cartas no Corredor da Morte'

Após sucesso digital, as autoras Cláudia Lemes e Paula Febbe lançam a obra em formato físico

Por O Dia

Livro 'Cartas no Corredor da Morte' é lançado em formato físico
Livro 'Cartas no Corredor da Morte' é lançado em formato físico -

Rio - Depois do sucesso em e-book, o livro "Cartas no Corredor da Morte", das autoras Cláudia Lemes e Paula Febbe, está sendo lançado em formato físico. A obra, que sai pela Monomito Editorial, retrata uma  intensa troca de cartas entre dois criminosos condenados à morte. 

As autoras começaram a escrever o livro antes mesmo de se conhecerem pessoalmente. Elas mantiverem trocas de emails e cada uma assumiu a voz e a personalidade de seus personagens. Steve Gurniak, gerado por Paula Febbe, é russo, assexuado, metódico e pouco sociável. Já Johnny Love, criado por Cláudia Lemes, é do Tennessee, carismático, vaidoso, ingênuo e promíscuo.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários