Globeleza estreia como apresentadora na Record

Famosa pelas vinhetas de Carnaval, Valéria Valenssa comanda quadro no 'Balanço Geral', da Record, em que destaca o que há de melhor nos bairros da cidade

Por Juliana Pimenta

Valéria comanda quadro no 'Balanço Geral'. No alto, ela posa com fãs na feira de Laranjeiras, e no Mercadão de Madureira
Valéria comanda quadro no 'Balanço Geral'. No alto, ela posa com fãs na feira de Laranjeiras, e no Mercadão de Madureira -
Rio - Aos 47 anos, Valéria Valenssa garante que ainda não mostrou tudo o que podia ao público. Depois de um ano de estudo e preparação para TV, a eterna Globeleza estreia hoje, às 11h50, como apresentadora do quadro 'O Bom do Bairro', no programa 'Balanço Geral', da Record.
Nascida na Pavuna e criada em Vila Valqueire, Valéria é a escolhida para comandar o quadro, que visita diversos points do Rio. "O programa é para despertar as pessoas a desvendarem o que elas têm na porta delas", explica. O primeiro episódio vai mostrar todo o universo de perucas, apliques e produtos disponíveis para cabelo no Mercadão de Madureira. A nova apresentadora aproveitou a oportunidade e se jogou na brincadeira para experimentar uma série de visuais diferentes.
Mas nem tudo foi diversão. Durantes as gravações, Valéria foi abordada por uma senhora que contou sobre o racismo vivido por sua neta que tem cabelo crespo. "Sem dúvidas, fazer um trabalho desses te aproxima das pessoas e te deixa mais humano. E como a matéria era voltada para beleza, isso mexe com a autoestima. Eu sempre assumi meu black power e nunca tive problema em relação a isso. Eu acho que faço parte desse empoderamento da mulher moderna e, sem dúvidas, eu sou referência para muitas mulheres", conta, emocionada.

Galeria de Fotos

Valéria Valenssa em gravação do 'O Bom do Bairro' FOTOS AF Assessoria
Valéria Valenssa no Mercadão de Madureira Divulgação
Valéria conta que teve depressão, em 2004, após deixar o posto de Globeleza e, desde então, sonhava em voltar para a televisão. Após compor o júri no 'Programa do Ratinho', e fazer parte do 'Dancing Brasil', ela resolveu se dedicar aos estudos para se tornar apresentadora.
O contrato, inicialmente fechado por três meses com a Record, foi anunciado nas redes sociais pelo próprio presidente da emissora no Rio, Fabiano Freitas. E além de toda a equipe do 'O Bom do Bairro', a apresentadora conta com a ajuda especial dos filhos, que opinam sobre o programa. "Eu até mandei a última gravação que fizemos agora para eles. Eles são super exigentes. O mais velho, João Henrique, falou que não gostou da minha expressão e olha que eu estava toda me sentindo", brinca, dizendo que sempre aceita as críticas e vai tentar melhorar.
Além do programa, Valéria conta que também pensa em fazer um canal no YouTube. "É um projeto antigo, que a gente tá amarrando aos pouquinhos. Eu gostaria de começar lá na Pavuna e contar minha história de superação. Eu tive uma infância muito difícil, às vezes eu passava fome, mas eu tinha o sonho de ser chacrete do Chacrinha. Então o meu sonho me tirou daquela realidade".
O projeto também seria uma forma de agradecer a todos que ajudaram no começo da sua carreira, como Monique Evans, a coreógrafa Deborah Colker e o diretor Boni, que a escolheu para a emblemática vinheta da Globo.
E, sobre o tempo que passou como Globeleza, Valéria diz que não há nenhum arrependimento. "Eu acho que eu não faria nada diferente. Eu acho que tudo o que aconteceu na minha vida foi no momento certo. Eu nunca tive medo de nada. A gente nunca vai agradar todo mundo. Mas as críticas são normais. Tudo serve de aprendizado".
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Comentários