Sites de conteúdos adultos crescem em meio a pandemia do coronavírus

A opção de entretenimento vem sido adotada por parte do público brasileiro que está em fase de quarentena

Por O Dia

Cresce número de brasileiros que acessam conteúdos adultos durante o período de quarentena
Cresce número de brasileiros que acessam conteúdos adultos durante o período de quarentena -
A crise do Covid-19 afetou muitos negócios e empresas, levando milhares de funcionários a um isolamento social sem data de fim e um cenário que parece uma produção cinematográfica do apocalipse. Entretanto, um mercado que está sabendo tirar de letra esse isolamento e vem apresentando um crescimento exponencial é o de camgirls, as famosas modelos que se exibem na webcam.
Fábio Moraes, CEO do CameraHot, afirma que somente nas últimas duas semanas o site teve um aumento nas vendas de 25%. “Se continuarmos nesse ritmo, vamos bater o recorde de vendas para o mês. Tudo porque as pessoas estão precisando fugir um pouco dessa crise e encontrar um pouco de relaxamento na quarentena”, diz.

O número de visitantes que estão conhecendo esse serviço de camgirls, que já está disponível desde 2010 aqui no Brasil pulou para 300 mil se comparado ao mesmo período do mês passado. Um salto muito grande para as últimas duas semanas, com tendência de crescimento conforme as novas exigências para o período de isolamento forem aplicadas “O aumento de novos usuários cadastrados está próximo dos mil por dia, um crescimento de quase 30% se comparado ao mês passado”, explica Moraes.

Diante de um cenário catastrófico, onde ninguém pode sair de casa, a comunicação ficou apenas para o virtual e a necessidade de se distrair dessa pandemia é enorme.
Moraes afirma que “os usuários encontram uma distração no CameraHot e isso ajuda a evitar aquela ansiedade de quem não pode sair de casa. Eles têm encontros online com as camgirls, tem um espaço de conversa e de diversão que vai muito além das produções eróticas com atrizes e atores seguindo um roteiro”.

Incentivando os usuários a permanecerem em suas casas, reforçando a necessidade do isolamento social, o site lançou uma campanha que vai premiar os usuários todos os dias com créditos para aproveitarem os serviços. Para Fábio, essa ação faz com que eles não se saiam às ruas desnecessariamente.
“É uma forma de aliviar a tensão em um momento que encontros por aplicativos de paquera e as baladas, que interromperam as atividades, estão fora de cogitação” acrescenta o CEO do CameraHot.

Porém, não é só em número de usuários que o CameraHot tem registrado crescimento. No mês de março o número de mulheres interessadas em tornar-se camgirl’s também dobrou. “Hoje a equipe de aprovação de cadastro recebe uma média de 20 solicitações diárias. É um crescimento que chega aos 50% ao comparar com o mesmo período do ano passado” diz Moraes.

“Muitas mulheres que tinham profissões autônomas ou estão de quarentena, sem possibilidade de trabalhar via home office, estão se inscrevendo. O aumento no número de camgirls fazendo transmissões ao vivo também foi grande, visto que muitas modelos já não podem mais sair de casa para ir à academia, à faculdade ou até mesmo visitar amigos e parentes.”, finaliza.

Aumento nos sites adultos brasileiros

O aumento não foi somente no site de camgirls. Sites que oferecem vídeos adultos, sejam eles gratuitos ou pagos, brasileiros ou internacionais, também tiveram um grande salto na quantidade de usuários desde o início da quarentena.

Com o dobro de assinaturas por dia, a produtora de vídeos Brasileirinhas é um dos sites que mostra que na quarentena as pessoas usam as horas vagas para consumir conteúdo adulto. Eles passaram de 300 assinaturas diárias para 600 nos últimos dias, registrando um aumento importante.

Mais um site que também apresentou um crescimento grande para o mesmo período foi o Sexy Hot, outro site que vem conquistando o mercado. Somente no período de 14 a 19 de março, o site teve um crescimento de 31% de usuários e a quantidade de vídeos assistidos aumentou em 15%.

Focando em colaborar com a permanência das pessoas em casa, a produtora até chegou a disponibilizar 10 filmes nacionais e internacionais de maneira gratuita.

Aumento mundial


O PornHub, maior site de entretenimento adulto do mundo, também registrou um aumento global nos acessos e disponibilizou um especial com dados de consumo durante o período de coronavírus.

Somente no Brasil, os acessos tiveram um aumento de 13,1% desde o dia 12 de março e os números continuam crescendo a cada dia que passa. Já a nível global, se comparado a um dia de público mediado, o aumento chegou a 11,6% em média.

Para os moradores da Itália, em meio ao aumento de casos e mortes relacionadas ao Covid-19, o PornHub chegou a oferecer, nesse mês de março, assinatura gratuita de seus serviços premium para incentivar os usuários a não saírem de casa. Além do mais, o site vai disponibilizar parte da receita do site ModelHub para os hospitais locais.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia