Eclipse em Câncer promete movimentar vida política nos próximos dias, diz astrólogo 

Bolsonaro, Boris Jhonson, Kim Jong-un e princípe Willian serão alguns dos impactados

Por LUANA BENEDITO

Eclipse solar
Eclipse solar -
Rio - Neste domingo (21), aconteceu o primeiro eclipse solar de 2020 sob o signo de Câncer. O fenômeno, segundo a astrologia, foi poderoso pois marcou o solstício, o início de uma nova estação e de um novo mês lunar. Para o astrólogo Rafael Villas, da página Astrológika, o eclipse atingiu em cheio o mapa astral de autoridades importantes, que podem ganhar ou sair de cena nos próximos dias.
"Os efeitos desse eclipse tendem a se manifestar até o final do ano, mas a leitura falará principalmente sobre junho-julho. Então, por um lado, indica que veremos novidades e a abertura de um novo capítulo no ano. Porém, o grau zero é sempre crítico e indica que teremos de lidar com situações novas, com a qual não temos tanta experiência", comenta Villas.
De acordo com o astrólogo, o eclipse acarretará mudanças no mapa do Presidente da República. "O eclipse faz conjunção no Nodo Sul, em Câncer, na Casa 4 - setor da família e do passado de Jair Bolsonaro. Fala também de alguns carmas pessoais. E isso já está se manifestando prontamente", afirma Rafael.
Villas reforça que o eclipse tem mais efeito a nível coletivo do que individual. "Nos dias que se seguem as nações vão olhar para dentro de si mesmas e cuidar da própria economia e seguridade nacional, encontrando recursos para lidar com os danos financeiros causados pelo isolamento. Mercúrio está na Casa 2, retrógrado, indicando que os olhos se voltarão para o que já passou e haverá uma verdadeira contabilização das perdas que a quarentena trouxe. Uma projeção real da queda dos PIBs de 2020 vai acontecer", diz.
Rafael ainda comenta sobre as consequências do eclipse sobre Boris Johnson, primeiro ministro do Reino Unido, e Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte."O primeiro ministro britânico será atingido em cheio pela lunação e pelo eclipse, que acontece em conjunção exata ao seu Sol, sua Vênus e seu Nodo Norte. Acredito que ele irá se recolher mais durante o mês que vem, ou tomará medidas econômicas bem retrógradas e defensivas, inclusive a nível internacional", conta.
"O eclipse atingiu o Mercúrio retrógrado de Kim Jong-un e seu Netuno na Casa 10. É possível que vejamos nossas atitudes sem noção estratégica ou brincadeiras de testes nucleares", completa.
Já príncipe William, segundo o astrólogo, sob o eclipse foi atingido no aspecto familiar. "Ele teve seu Sol em Câncer a zero grau e a sua Lua atingidos pelo evento, que marcará todo seu novo ano astrológico e aconteceu no Signo da família e na Casa do casamento."
Villas ainda faz um lembrete do fenômeno que não foi visto no Brasil. "Ele terá um forte impacto sobre o mapa nacional. Acontece na Casa 8 - o setor das crises, morte e transformação, - ao mesmo tempo que faz um aspecto exato ao Plutão do Brasil e ao Sol do presidente. Isso é um indicativo claro de aumento da seriedade da crise e do número de óbitos causada pelo vírus. Essa é uma Casa que fala também dos empréstimos e investimentos estrangeiros, o resultado de acordos e alianças. Portanto, esses temas estarão em foco esse novo mês, à nível nacional" finaliza.

Comentários