Robert Maraj e Nicki Minaj - Reprodução
Robert Maraj e Nicki MinajReprodução
Por O Dia
Rio - Charles Polevich, suspeito de atropelar Robert Maraj, pai de Nicki Minaj, se entregou à polícia nesta quarta-feira. O pai da cantora faleceu no último domingo após ser atingido por um carro nos Estados Unidos. O motorista fugiu em seguida.

De acordo o site "Daily Mail", a prisão de Charles, de 71 anos, foi anunciada pelo Departamento de Polícia de Nassau. Segundo o detetive Stephen Fitzpatrick, Polevich teria saído do carro ao perceber que havia atropelado o pai de Nicki, de 64 anos, mas decidiu seguir o caminho sem prestar socorro.


"Ele estava absolutamente ciente do que aconteceu", disse Fitzpatrick em uma coletiva de imprensa. “Ele olhou para o falecido e tomou a decisão consciente de partir. Ele foi para casa e isolou o veículo", completou.

Os policiais conseguiram rastrear o veículo graças às câmeras de vigilância. Polevich foi acusado de deixar a cena do acidente e adulterar provas.

Maraj foi levado ao hospital, mas não resistiu. Até o momento, Nicki não se manifestou sobre a morte do pai.