'Existe uma crise financeira mínima na Vila Isabel', diz presidente de honra

Moisés admite dívidas, critica carnavalesco Cid Carvalho e diz que comissão de carnaval vai preparar desfile de 2014

Por raphael.perucci

Rio - Grande campeã de 2013, a Vila Isabel está atravessando um momento turbulento. Com dívidas, a escola acaba de perder o carnavalesco Cid Carvalho, que deixou a escola nesta quinta-feira alegando falta de pagamento. Outros funcionários estariam sem receber salários há dois meses.

Após anunciar sua decisão, Cid reclamou da situação no barracão. "O maior problema não é o meu pagamento. É a falta de condição para desenvolver um trabalho competitivo. É muito complicado fazer o carnaval da campeã sem condições de brigar pelo bi", disse.

Na última terça-feira, Cid chegou a fazer uma espécie de desabafo em seu perfil no Facebook. "Estou com uma impressão que amanhã será um dia decisivo. Tipo: ou vai, ou racha de uma vez. Misturei vergonha na cara com determinação. Tô achando que vai ficar quente", escreveu.

Procurado por O DIA, Wilson Vieira Alves, mais conhecido como Moisés, atual presidente de honra, e pai do presidente executivo Wilsinho Alves, reconheceu os problemas financeiros, mas negou que os atrasos cheguem a dois meses. O dirigente, que é o responsável pelos pagamentos na atual gestão, também criticou Cid Carvalho e anunciou que uma comissão de Carnaval será responsável pelo desfile de 2014. Moisés comandou a Vila entre 2005 e 2011. A agremiação tem uma dívida de R$ 300 mil com fornecedores, segundo o dirigente.

Cid havia sido contratado pela Vila em julho. Na imagem%2C ele aparece ao lado do presidente Wilsinho (C) e do presidente de honra%2C MoisésFernando Azevedo / Divulgação

Confira entrevista completa

O DIA: Por que o carnavalesco Cid Carvalho deixou a escola?
Moisés: O Cid Carvalho recebeu 30% de tudo o que foi combinado no contrato entre os meses de julho e outubro. Digo até outubro porque em novembro ele não fez nada. Existem salários atrasados na Vila sim, mas somente coisa de 15 a 20 dias. E isso dentro de uma estrutura grande como a do Carnaval não é nada.

Mesmo campeã, a Vila sofreu uma debandada de profissionais depois do desfile e hoje está passando por problemas. Por quê? O que está acontecendo?
Efetivamente, existe uma crise financeira mínima na Vila. Ela já foi maior depois no Carnaval e causou um rombo nas contas da escola. Uma grande empresa prometeu aportar recursos, mas isso não se confirmou. Isso prejudicou as nossas contas, mas estamos trabalhando para resolver tudo isso. Isso nunca tinha acontecido antes com a Vila Isabel e prova disso é que fomos campeões duas vezes nos últimos anos (2006 e 20013). O dinheiro que está entrando está sendo investido no desfile. Não recebemos nossos recursos de subvenção ainda.

Quem vai substituir o Cid Carvalho?
Vamos copiar a ideia de sucesso de uma grande escola que todos sabem qual é (Beija-Flor) e dar o comando do desfile para a nossa comissão de Carnaval, que já existe. Ela é formada pelo incansável Junior Schall, pelos premiadíssimos Julio Cerqueira e Rita de Cássia, e pelo historiador Alex Varela.

Essa solução caseira não seria uma forma de gastar menos? A diretoria não teme críticas?
Todos os integrantes dessa comissão estão há anos na escola e são queridos por todos. Agora eles serão ainda mais valorizados e vão receber mais dinheiro do que muitos carnavalescos por aí. Tenho confiança total neles. Empresas passam por crises e clubes de futebol também. A Vila está passando por uma. Mas, como no futebol, vamos apostar em pessoas da escola. O Flamengo fez isso com seu técnico e agora está na final da Copa do Brasil.

O Cid Carvalho chegou a fazer um pequeno desabafo nas redes sociais sobre essa situação. O que achou dessa postura?
Espero que o Cid siga o caminho dele e seja feliz. Não vamos deixar de disputar o título por causa dele. Só não gostamos dessa postura que ele teve. Quando ele trabalhava na Mocidade e na Mangueira ficou muito tempo sem receber, mas nem por isso largou a escola. Ele não confiou na gente. Ainda temos mais de três meses para o desfile e isso não vai abater a escola. A comissão está trabalhando como sempre fez e o barracão está em dia. Vamos brigar pelo título.

Rosa Magalhães e Carlinhos de Jesus também saíram da escola depois do título tendo ainda salários para receber. Como ficou essa pendência?
Realmente eles ainda têm dinheiro para receber da Vila, mas tudo será pago até o fim do ano. Não vamos deixar de honrar nossos compromissos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia