Tiãozinho da Mocidade: 'Vamos retomar o nosso rumo'

Compositor faz desabafo e aposta em novo momento. Nomes tradicionais da escola que estavam afastados voltam a frequentar a quadra

Por raphael.perucci

Rio - Após dias de turbulência com a saída do presidente Paulo Vianna, a Mocidade começa a viver novos tempos. O último ensaio da escola, realizado no sábado, já teve um sabor especial devido ao retorno de nomes consagrados da agremiação que estavam afastados. Autor de três sambas que deram títulos à Verde e Branco (1985, 1990 e 1991), o cantor e compositor Tiãozinho da Mocidade foi um dos que estiveram na quadra.

"Eu nunca abandonei a minha escola. Sempre estive na velha guarda e na ala de compositores, mas não vinha com a mesma frequência. Agora não. Me sinto mais a vontade porque vejo aqui pessoas que são Mocidade de verdade. Muita gente chegou a romper com a escola e agora vai voltar também. Estou muito feliz! Quem ama a Mocidade sabe o que eu estou falando. Somos uma das escolas mais queridas do mundo e vamos retomar o nosso rumo", disse Tiãozinho, que também cantou alguns sambas no palco da quadra para delírio do público.

Compositor consagrado%2C Tiãozinho da Mocidade voltou a participar dos ensaios de sua escola do coração. Na imagem%2C ele aparece com a atriz Dill CostaDiego Mendes / Divulgação

Outra personalidade que sempre fez questão de mostrar seu amor pela escola é a atriz, cantora e bailarina Dill Costa. Seu primeiro contato com a Mocidade foi ainda na década de 70, quando da casa de parentes ouvia os acordes das disputas de samba-enredo .

"Vou completar 34 anos desfilando na Mocidade e enxergo essa grande mudança como algo muito positivo. É o retorno de baluartes, como Tiãozinho da Mocidade, e outros que eu tenho certeza que virão. Foram essas as pessoas que fizeram a história da Mocidade Independente de Padre Miguel. Essa é a escola que eu conheci! Sempre fui muito bem recebida, mas agora sou muito mais feliz vendo o retorno desses amigos", afirma Dill, que representará a Rainha do Maracatu no enredo "Pernambucópolis".

A Mocidade Independente será a primeira escola a desfilar na segunda-feira pelo Grupo Especial. Desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Menezes, o enredo Pernambucópolis prestará homenagem a Fernando Pinto - um dos maiores carnavalescos da história - e sua terra natal. Waldir Trindade, o Vô Macumba, que era o vice-presidente, assumiu a agremiação depois do afastamento e renúncia de Vianna. 

Mocidade teve quadra cheia no último ensaioDiego Mendes / Divulgação






Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia