Avenida Presidente Vargas também receberá blocos

Monobloco vai desfilar pela via que dividirá folia com Presidente Antônio Carlos

Por thiago.antunes

Rio - Com a interdição da Avenida Rio Branco pelas obras do VLT, os maiores blocos de Carnaval carioca que desfilam pela via se preparam para ocupar um novo endereço. Segundo a Riotur, diferente do que havia sido divulgado na semana passada, a Avenida Antônio Carlos não será o destino de todos os blocos, mas vai dividir a folia com a Presidente Vargas, que receberá parte dos cordões.

O Bloco da Preta e o Monobloco desfilarão na Avenida Presidente Vargas. Já o Cordão da Bola Preta permanece na Avenida Presidente Antônio Carlos, se concentrando na Praça 15. Segundo a Riotur, as mudanças foram necessárias para evitar problemas com a dispersão na Avenida Beira-Mar e atrapalhar as operações do Aeroporto Santos Dumont. O AfroReggae se reúne na próxima quinta-feira com representantes da prefeitura para definir o destino de seu desfile.

Além do Monobloco%2C o Bloco da Preta também vai arrastar foliões pela Presidente Vargas. AfroReggae ainda não definiu local da sua festaAgência O Dia

Um dos fundadores do Monobloco, Pedro Luís afirma que a direção aprovou a escolha do novo local. “A Presidente Vargas é uma avenida de importância história no Rio, de ligação entre Zona Norte e Sul. Isso tem a ver com que o Monobloco representa”, afirmou. No entanto, ele faz ressalvas. “Na Rio Branco, o desfile é na sombra, mas este ano vai ser no sol”.

Para o produtor cultural do AfroReggae, Eduardo Vasconcellos, a via é preferência do bloco. “A incógnita é que na Presidente Vargas pode atrapalhar a organização das escolas de samba, porque os carros alegóricos atravessam a via após o desfile. E na Antônio Carlos nos preocupamos em relação à logística”, afirmou. “ Preferimos a primeira opção, mas temos que respeitar a questão da segurança”.

Presidente do Bola Preta, Pedro Ernesto não se opôs ao novo endereço. “O cordão se ambienta a qualquer lugar”, disse. A direção do Bloco da Preta não foi encontrada para comentar. Para o diretor de Carnaval da Mangueira, Júnior Schall, descartou a possibilidade de transtornos para a concentração com os desfiles dos blocos na vizinhança da Marquês de Sapucaí. “Confiamos no projeto que é muito bem pensado pela Liesa. Temos confiança que eles não vão nos atrapalhar”, confirmou.

Reportagem de Lucas Gayoso

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia