'Bumbum da Paolla Oliveira' é vendido na Saara e faz a alegria dos foliões

Traseiro famoso ficou conhecido após cenas quentes na minissérie 'Felizes para sempre?'

Por O Dia

Rio - A exuberância da atriz Paolla Oliveira também vai repercutir no Carnaval. Os foliões do Rio já procuram imitações de bumbuns no comércio da Saara, para serem usadas como fantasia da atriz que faz a prostituta de luxo Danny Bond, da minissérie 'Felizes Para Sempre?'. Os lojistas já oferecem o enfeite com o nome de "bunda da Paolla Oliveira". Eles notaram um crescimento de 15% nas vendas em relação a 2014.

As amigas Elizabeth Claudino e Kelly Aragão, ambas com 32 anos, estavam procurando fantasias para o Carnaval e gostaram das nádegas de borracha que encontraram na loja Carla Festa, na Rua Gonçalves Ledo 73. "A Paolla Oliveira está fazendo sucesso. Vamos ver se a gente também faz", brinca Elizabeth, que testou o acessório, que custa R$ 3.

Bunda da Paolla Oliveira promete atrair muitos elogios para as foliãsFabio Gonçalves / Agência O Dia

A vendedora Damaris da Silva, da loja Brink Mania da Rua da Alfândega 316, diz que os clientes procuram por bundas falsas para sair de Paolla Oliveira. "É a fantasia desse carnaval", disse a vendedora, que trabalhava com um vestido branco com contorno de mulher que tem bumbum e seios de borracha, que custa R$ 19.

A gerente Denise Silva, da loja Carla Festa, diz que 2015 é o ano em que mais se vendeu as imitações de bunda. "Estamos tendo uma boa procura pela fantasia. Esperamos que melhore ainda mais", torce a gerente, que relaciona a fantasia com a personagem. "Acredito que a alta nas vendas seja por conta da cena que parou tudo", disse.

Helena experimenta coroa para ser usada em fantasia de sereiaAlexandre Brum / Agência O Dia

A dona da fábrica de máscaras Condal, Olga Valle, também vai aproveitar o sucesso da atriz e já mandou fazer mais fantasias "A maior parte das unidades está vendida, mas faremos nova tiragem de acordo com a demanda", explica.

A nádega foi feita pelo escultor Gabriel Barros, de 26 anos. Depois de fazer o molde à mão com massa de modelar, ele concluiu o bunda feita em gesso, que irá para a máquina de produção. "É um processo que exige calma, pois um erro pode anular todo o trabalho", disse.

A produtora de eventos Helena Jordão vai pular a folia fantasiada de Khaleesi%2C personagem do seriado Game Of Thrones. Ela gastou apenas R%24 50 para fazer a fantasiaDivulgação

Criação de fantasias em alta

Além da bunda, os foliões também procuram a Saara para criar fantasias. Somente Helena Moreira, 29 anos, comprou tecidos para fazer oito fantasias e desfilar com uma em cada bloco. "Não gosto de repetir fantasia. Prefiro fazer porque muitas vezes não encontro o que quero e também porque é mais divertido", conta a analista de documentação.

Uma das fantasias de Helena é a de sereia, a mesma que será usada por mais três amigas dela. Ela conta que vai adaptar a cauda fazendo uma fenda vertical para poder se locomover. "Comprei um tecido de textura para fazer uma cauda brilhante, um outro para a barbatana e um terceiro para o bustiê. Faltavam algumas pedrarias, que acabei de comprar", disse Helena.

Os aficionados por séries também vão colocar na rua seus personagens favoritos. A produtora de eventos Helena Jordão, 35 anos, comprou na Saara tecido para fazer um vestido usado por Khaleesi, do seriado Game Of Thrones. "Peguei um tecido azul brilhante, e agora estou em busca de dragões para colocar na roupa, porque ela é mães dos dragões", explica Helena, que gastou R$ 50 e pretende fazer a fantasia até o fim de semana.

Graça Forter terá máscara

Outra aposta para esse carnaval, a produção da máscara da então presidente da Petrobras Graça Foster está marcada para começar hoje. A dona da fábrica de máscaras Condal, Olga Valle, disse que terá a primeira tiragem de 600 máscaras. "A maior parte das unidades está vendida, mas faremos nova tiragem de acordo com a demanda", explica.

O escultor Gabriel Barros produzindo a máscara de Graça FosterFabio Gonçalves / Agência O Dia

A máscara foi feita pelo escultor Gabriel Barros, de 26 anos, a partir de duas imagens que encontrou na internet. Depois de fazer o molde à mão com massa de modelar, ele concluiu o rosto feito em gesso, que irá para a máquina de produção. "É um processo que exige calma, pois um erro pode anular todo o trabalho", disse.

Olga disse que desistiu de produzir a máscara de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras que está em meio de escândalos políticos envolvendo a companhia de petróleo. "Preferimos não reproduzir o rosto dele para evitar problemas com a Justiça, já que o advogado ameaçou nos processar", disse. "Nós não fazemos chacota com ninguém, e sim reproduzimos a realidade", afirma.

Últimas de Carnaval