Pelas Ruas: Viva o Zé Pereira!

Falta d'água e de dinheiro. Os problemas estão aí, mas vai ter Carnaval de rua e, como sempre, será bom demais

Por nicolas.satriano

Rio - Ainda bem que a criatividade se sobrepõe a tudo no Carnaval. Bem que tentaram jogar para baixo, destacando a falta d’água e de dinheiro. Os problemas estão aí, mas vai ter Carnaval de rua e, como sempre, será bom demais. Com toda a crise, 456 agremiaçõe encontraram soluções criativas para botar o bloco na rua. Exemplos são Exalta Rei, que divide palco com Toca Raul, Orquestra Voadora, que lançou campanha de doações, e Céu na Terra, que vai manter seus dois desfiles mesmo sem palco. Este sim é o verdadeiro espírito de Zé Pereira — nome da associação que reúne os quatro blocos e ajudou nas soluções.

Novos roteiros, mais uma vez

O que não falta é boa vontade no bloco de Santa Teresa. O Carmelitas mais uma vez adaptou seu trajeto com as obras do bonde. Na sexta, 13, concentra na esquina da Ladeira de Santa Teresa com Dias de Barros, e sai em direção ao Largo do Curvelo. Daí desce a Joaquim Murtinho até o número 300, onde dispersa. Na terça de Carnaval, a concentração é no Largo do Curvelo.

Carnaval e resistência

O grafite de Eco será a arte oficial do Rio Marchinhas, programado pela Fundição Progresso, na Lapa. O projeto, que tem apoio da RioTur e pela primeira vez não conta com um segundo patrocinador, manteve a programação. Passarão por lá artistas como Casuarina, Moyseis Marques, Carioca da Gema e Cordão do Boitatá. “Somos pós graduados em falta de recursos, mas altivos e serenos por natureza”, filosofa Perfeito Fortuna.

Ala, lá, ô, ô, ô... Mas que calor

“O desfile dos Escravos da Mauá vai ser mais curtinho, mas não menos animado”, diz Ricardo Costa, presidente do bloco que desfila domingo na Zona Portuária. A decisão foi motivada pelo forte calor no Rio e pelas obras na região, que dificultam a evolução a partir da Praça da Harmonia. A concentração continua no Largo de São Francisco da Prainha, e o bloco segue pelas ruas Sacadura Cabral e Barão de Tefé e retorna pela Avenida Venezuela. No Cais do Valongo, haverá uma homenagem surpresa à comunidade e à história do lugar.

Desfile mais curto do Escravos da Mauá será pelo forte calor no Rio e pelas obras na região do portoPublius Vergilius / Divulgação

Só não protege de....

Vai chover camisinha no Fogo e Paixão. Vestida de chacrete, Bianca Jahara, apresentadora do canal Sexy Hot — que patrocina a brincadeira —, vai jogar 15 mil preservativos aos foliões. A novidade está nas embalagens que dizem “Atenção, só não protege de...”. O complemento pode ser “Cerveja quente”, “Namorada que fuxica celular”, “Paixão de Carnaval”, “Dormir com príncipe e acordar com sapo” e “Filas de banheiro”. É só escolher a que melhor lhe cai.

Confetes

Ao contrário do que a coluna publicou, o 10º Baile Multicultural do Cordão do Boitatá acontece dia 15 e não agora no dia 8. Nesse domingo o bloco faz o seu tradicional cortejo, que parte da Rua do Mercado, percorre as ruas do Centro Antigo do Rio, até a Praça Tiradentes.

O Tamo Junto In Folia, que reúne cerca de 100 mil pessoas em Padre Miguel, desfila domingo com nova musa: Kelly Jorge, locutora do programa ‘Quebra Tudo’, da FM O Dia. Para dar conta da multidão de foliões, o blocão vai sair com três trio-elétricos.

Domingo é dia de Timoneiros da Viola, que traz novidades. A folia esse ano será na Arena do Samba, no Parque Madureira. Cartola, o grande compositor da Mangueira, é o homenageado e está nas camisetas, à venda no local.

É Mole mas Estica, bloco do Engenho de Dentro, é mais uma demonstração da irreverência na criação dos nomes quando o assunto é Carnaval de rua. Será domingo de Carnaval, a partir de 16h, na Rua Conselheiro Jobim com Barão de Bom Retiro.

O Virtual, que desfila no Leme, cancelou seu ensaio de hoje à noite. O bloco sairá na próxima sexta, dia 13.

Desrespeito o que o Bangalafumenga fez com os foliões, a imprensa e com quem adora Carnaval. Avisar que não desfilaria por causa da sujeira, criando um factoide, para, no dia seguinte, anunciar seu novo patrocinador foi, no mínimo, de muito mau gosto. 

Por Rita Fernandes

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia