Mais Lidas

Elas são lindas!

Carmen Lúcia e Aretha dos Anjos posam para ensaio e exorcizam o racismo e todo o tipo de preconceito

Por BRUNNA CONDINI

Ensaio 'Amigas sofrem racismo'
Ensaio 'Amigas sofrem racismo' -

Rio - Um país rico culturalmente, que ainda sofre com reflexos de preconceito em relação à sua pluralidade. É essa parte triste do Brasil que a jornalista e blogueira Carmen Lúcia, 28 anos, e a estudante Aretha dos Anjos, 15, nos relatam a seguir. Segundo as amigas, situações recentes de racismo que vivenciaram foram o combustível para produzirem um ensaio fotográfico, exaltando a beleza dos seus traços negros.

"Amamos o que vemos no espelho e não mudaríamos nada. Esse ensaio é pra nos fortalecer. E para fortalecer a menina negra que é chamada de macaca na escola, aquela mulher que não consegue emprego por conta da cor da sua pele, aquele cara que é visto como bandido porque é negro, aquela criança que ainda pequena quer alisar o cabelo porque disseram pra ela que cabelo crespo tem aspecto de sujo e feio", esclarece Carmen. "Todas essas pessoas precisam saber que são lindas, importantes e que elas não precisam se enquadrar em nenhum padrão de beleza".

A jornalista lembra o episódio que resultou nas fotos desta matéria. "Estava tentando um emprego em assessoria de imprensa. No dia da entrevista, a moça me olhou, disse que meu currículo era bom, mas que eu não tinha perfil para a vaga", lembra. "Falou que o meu cabelo era volumoso demais, que o crespo é complicado. E que seria melhor se fosse cacheado. Isso tem uns três meses. Fiquei mal. Não contei pra ninguém".

E lamenta sobre a situação:"Me marcou. Nunca pensei que ser negra e ter cabelo crespo fosse me impedir de arrumar um emprego. Dói ver que não importa o quão qualificada você é. O racismo está aí pra mostrar que numa entrevista, o que pode contar é a cor da pele, o tipo de cabelo, e por aí vai".

Para Aretha o preconceito veio dentro da escola. "Sofri racismo nas duas últimas escolas particulares onde estudei. Faziam piadas horríveis por conta da minha cor e do meu cabelo. Já me falaram coisas absurdas: mandaram eu tomar um banho porque, pela minha cor, eu tinha acabado de sair da carvoaria", recorda. "Sempre me achei bonita. Mas esse bullying na escola estava me deixando triste", confidencia Aretha, que hoje está "de boa", em uma nova escola, na rede pública de ensino.

A estudante fala com orgulho dos seus traços: "Amo as minhas curvas negras e meu cabelo, não mudaria nada em mim. Participar do ensaio com a Carmen foi maravilhoso, serviu pra eu ter ainda mais certeza de que sou uma garota negra linda e para me amar ainda mais".

BLOG DANDO VOZ

Carmen criou o blog 'Vem Divante!', há dois anos para ser um lugar de expressão. "Queria que negros e negras se sentissem representados. Tem muita gente, principalmente as crianças, que ouvem diariamente que são feias, inferiores, que não terão um futuro digno e por aí vai", diz.

"É por elas, principalmente por elas, que quero dar força ao blog. Quero que ele alcance cada vez mais pessoas e mostre a elas que são importantes sim, e podem chegar onde quiserem". O ensaio completo está no blog vemdivante.wordpress.com.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Ensaio 'Amigas sofrem racismo' Samyta Nunes
Aretha dos Anjos e Carmen Lúcia: black power Samyta Nunes
Ensaio 'Amigas sofrem racismo' FOTOS Samyta Nunes
Ensaio 'Amigas sofrem racismo' Samyta Nunes

Comentários