Aventuras Maternas: Humano em primeiro lugar

Os médicos Erica e Domingos Mantelli dão palestra em que defendem o atendimento humanizado para gestantes

Por O Dia

Os médicos Erica e Domingos Mantelli dão a palestra 'Marco Zero!'
Os médicos Erica e Domingos Mantelli dão a palestra 'Marco Zero!' -

No último dia 19, os médicos Erica e Domingos Mantelli, populares nas redes sociais, apresentaram a palestra 'Marco Zero!', no Teatro Bradesco Rio. Entre os temas, uma crítica ao modelo de medicina atual, que valoriza a agilidade e o preenchimento de prontuários em detrimento do atendimento humanizado. "As instituições, com seus protocolos antigos, muitas vezes não estão pautadas em resoluções e não cumprem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que visam o bem-estar do ser humano. E, no nosso caso, um ser humano que está parindo", avalia Domingos.

Por outro lado, as gestantes lutam cada vez mais pelo parto humanizado e Erica explica que, é importante que as pacientes busquem informações sobre como será o atendimento. "Acho muito válido conhecer o local e conversar com o próprio médico, que circula em vários hospitais e pode dar o parecer dele. Perguntar se estão na linha humanizada, ou se preocupam mais com protocolos". E Domingos complementa: "Se o médico não souber informar, a mulher pode perguntar ao hospital. É um conjunto: você precisa de uma instituição que deve estar aberta a receber essa humanização e de um médico que saiba aplicar com sua equipe".

 Erica lembra ainda que cesarianas devem ser humanizadas. "Estamos falando do nascimento de uma mãe e de uma criança e tem que se respeitar esse momento, diminuindo os traumas tanto físicos quanto emocionais, independentemente da via de parto".

Durante a palestra alguns exemplos de cuidados foram citados, como a importância de manter mãe e bebê conectados pelo cordão umbilical por, pelo menos três minutos, deixando o sangue rico em células-tronco irrigar o recém-nascido, além do contato pele a pele, aproveitando a chamada "hora de ouro", os primeiros 60 minutos de vida do bebê, ainda no calor materno, se possível amamentando. Outro ponto destacado foi a recomendação de não dar banho nas primeiras 24 horas de vida, mantendo o vérnix, substância gordurosa que protege o corpo de infecções e pode prevenir futuras doenças de pele.

 Além da crítica ao sistema, o objetivo do casal, que viaja pelo Brasil com a palestra, é conscientizar as famílias sobre o equilíbrio emocional da mãe durante a gestação. "Dentro da barriga, o bebê tem capacidade de aprendizado. Quando uma gestante passa por um trauma emocional, pode transmiti-lo para o filho ainda no ventre, formando uma memória intracelular. Há um estudo que mostrou, por exemplo, que fetos de uma família com muitos gritos e brigas têm 50% mais risco de ter problemas auditivos. É preciso cuidar das emoções desse bebê antes mesmo de nascer", conclui Domingos.

Comentários