'Estrela' de Deschamps é trunfo da França para conquistar o bicampeonato da Copa

Treinador pode igualar feito de Zagallo e Beckenbauer

Por AFP

Didier Deschamps busca título como treinador
Didier Deschamps busca título como treinador -

Rússia - Didier Deschamps tem fama de ser um homem de muita sorte na França, mas o técnico dos Bleus não contou apenas com isso para estar perto de fazer história, podendo se tornar o terceiro campeão da Copa do Mundo como jogador e treinador.

Após conquistar o Mundial como capitão em 1998, Deschamps poderá ganhar a segunda estrela para a França como técnico da equipe, que disputa a final no domingo contra a Croácia.

"Não vou me queixar... apesar que certamente existem outros melhores que eu", declarou na semana passada ao ser perguntado sobre sua sorte.

"Pode-ser dizer que tem boa estrela, mas é preciso dar os méritos. Apesar de um treinador dever parte de seu sucesso à sorte, é ele que monta a equipe", advertiu o ex-jogador da seleção, Alain Giresse, em entrevista à AFP após vitória sobre a Bélgica (1-0).

É inegável que o finalista da Copa do Mundo leva a marca de "DD", como o treinador é conhecido em seu país. Um time que se parece com o jogador que levantou o troféu mundial com a França, a Copa da Europa com o Olympique de Marselha e que também defendeu Juventus, Chelsea, Valencia entre outros: organizado, aguerrido, incansável, lutador e com muita ambição.

A atual França se destaca sobretudo pela capacidade de defender, a começar pelos atacantes, que não se incomodam em deixar suas posições para participarem da marcação.

Além da sorte e dos conhecimentos futebolísticos, os jogadores franceses destacam o trato do comandante. "Sabe como falar com os jogadores e chega a dar as mensagens que quer nos transmitir", disse Paul Pogba ma quinta-feira.