Absinto recebe indicação geográfica de proteção na França

Por REVISTA MENU , REVISTA MENU

Absinto recebe indicação geográfica protegida na França

Após anos de petição, a França recebeu o status de “indicação geográfica protegida” (IGP) para o absinto. Segundo o Food and Wine, a bebida pode ser produzida em qualquer lugar, mas agora ele terá que atender a diretrizes específicas para suportar a distinção adicional de Pontarlier, cidade ao leste do país.

Localizada na fronteira com a Suíça, Pontarlier tem uma história de absinto que remonta ao século XVIII, com 25 destilarias que produziam 1/3 de todo o absinto do país até o início 1900.

Porém, tudo mudou quando a bebida passou a ser proibida mundialmente, inclusive na França, onde a produção foi interrompida em 1915. Agora, ao receber a distinção da IGP pode ser visto como a redenção da bebida, cuja proibição foi revertida em 1988, a ciência começou a apontar para a possibilidade de que talvez os efeitos supostamente psicodélicos do absinto tivessem sido exagerados.

Parte das novas regras para atender à exigência de rotulagem do “Absinthe de Pontarlier” é que as garrafas devem conter o ingrediente ativo do absinto: thujone – com pelo menos 20 miligramas por litro.

Comentários