Tuíte de Barack Obama pós-Charlottesville é mais curtido da história do Twitter

A postagem do primeiro presidente negro dos Estados Unidos citava uma frase do líder sul-africano Nelson Mandela

Por O Dia

Washington - Uma mensagem de tolerância do ex-presidente americano Barack Obama após a violência em Charlottesville no fim de semana alcançou a marca de postagem  mais curtida da história do Twitter, de acordo com a própria rede social nesta quarta-feira.

O tuíte do primeiro presidente negro dos Estados Unidos citou o falecido líder sul-africano Nelson Mandela. "Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, ou sua origem, ou sua religião", tuitou Obama no domingo, depois do confronto em Charlottesville (Virgínia) entre militantes neonazistas ultraradicais e manifestantes antirracismo.

Até as 10h (horário de Brasília) desta quarta, o tuíte de Obama já tinha recebido 3,5 milhões de "curtidas" na rede. Foi retuitado pelo menos 1,3 milhão de vezes.

O presidente se manifestou sobre os distúrbios apenas pelo Twitter e com citações de Mandela, o ícone da luta contra o Apartheid na África do Sul, morto em 2013.

Uma foto que acompanha o tuíte mostra quatro bebês -incluindo uma menina negra e um menino louro - em uma janela, olhando para Obama, que está bem perto deles. Outros dois tuítes de Obama sem fotos tiveram mais de um milhão de "curtidas".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência