Mais Lidas

Estado terá de indenizar família de jovem morto com tiro na cabeça

Deividson Evangelista Pacheco morreu após ser atingido por um tiro em 2010 na comunidade Nova Holanda

Por karilayn.areias

Rio - Os desembargadores da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinaram que o Estado do Rio terá de pagar indenização para a família de  Deividson Evangelista Pacheco, morto após ser atingido por um tiro em 2010, na comunidade Nova Holanda. Ficou determinado na sentença que a mãe do rapaz receberá R$ 180 mil e a irmã R$80 mil.

O estudante, que na época tinha 19 anos, estava cortando cabelo em uma barbearia, quando foi atingido na cabeça. De acordo com o inquérito, os disparos foram efetuados por policiais.

“O momento e a forma como foi ceifada a vida do filho e irmão de criação das autoras, na prática de atos triviais do dia-a-dia, já que encontrava-se no interior de uma barbearia cortando o cabelo quando foi atingido por disparos de arma de fogo desferidos por policiais militares, sendo que o Estado ao menos apresentou uma justificativa próxima do razoável para justificar os disparos efetuados”, escreveu, em sua decisão, o desembargador Adolpho Andrade Mello, relator do processo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia