Vítima de agressão doméstica morre após onze dias internada em CTI

Ex-marido usou uma panela de pressão e garrafas de cerveja para agredir Vanessa

Por O Dia

Vanessa Sabino deu entrada em unidade com traumatismo craniano e passou onze dias em Central de Tratamento Intensivo (CTI)
Vanessa Sabino deu entrada em unidade com traumatismo craniano e passou onze dias em Central de Tratamento Intensivo (CTI) -
Rio - Mulher agredida com uma panela de pressão e garrafadas, em Barra Mansa, no Sul Fluminense, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta quarta-feira, onze dias após ser internada na Santa Casa do município. Vanessa Sabino, de 30 anos, foi atacada no último dia 20, dentro de casa, no bairro Goiabal. Ela deu entrada na unidade com traumatismo craniano.
Segundo a Polícia Civil, o principal suspeito do crime é o ex-marido da vítima, Moises Augusto Dias de Oliveira, de 32 anos, que também agrediu a enteada adolescente, de 14. De acordo com informações preliminares, eles estavam em processo de divórcio quando ocorreu a agressão. 

Galeria de Fotos

Local da agressão ficou coberto de sangue Reprodução / Internet
Local da agressão ficou coberto de sangue Reprodução / Internet
Vanessa teve o rosto desfigurado nas agressões. Uma equipe da Polícia Militar acionada para a ação encontraram as garrafas utilizadas na agressão e o chão com diversas marcas de sangue. A vítima deixa cinco filhos.
A adolescente que também foi agredida chegou a prestar depoimento e afirmou que ela e a mãe foram "brutalmente agredidas". Não há informações sobre o sepultamento de Vanessa.
Moises é procurado por agentes da 90ª DP (Barra Mansa) - Reprodução / Internet
 

Comentários