Rio, 12/09/2019, Incendio no Hospital Badim, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia - Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 12/09/2019, Incendio no Hospital Badim, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O DiaGilvan de Souza / Agencia O Dia
Por O Dia
Rio - As câmeras do circuito interno do Hospital Badim, na Tijuca, Zona Norte do Rio, conseguiram flagrar o momento em que o incêndio da última quinta-feira começou. A Polícia Civil apreendeu o aparelho de armazenamento de imagens (DVRs) durante a perícia realizada na sexta-feira. A tragédia deixou 11 pessoas mortas. Os vídeos apontam que a evacuação do prédio começou a ser feita pelo menos sete minutos depois que a equipe percebeu o incêndio.

Nas gravações, é possível perceber que a fumaça começou se espalhar às 17h47. Numa das imagens, uma funcionária estava trabalhando no almoxarifado, mexendo no computador, quando uma outra mulher chega assustada e parece avisar sobre o incidente. Pouco tempo depois, outros funcionários, inclusive da equipe médica, chegam e logo depois a fumaça fica ainda mais escura e se alastra.

Em outra filmagem, gravada também a partir das 17h46, três funcionários aparecem conversando no que seria o subsolo do prédio do hospital. A imagem fica congelada por alguns segundos e logo depois os três homens, além de outras pessoas, já são vistos em meio à fumaça, alguns deles extintor. 
Câmeras de segurança flagram nuvem de fumaça no subsolo do prédio do Badim - Divulgação


É possível perceber que um dos homens está tentando cobrir a boca e o nariz com a gola da camisa. No entanto, às 17h50, algumas pessoas ainda estão circulando pelo local sem expressões de nervosismo.

A Polícia Civil já constatou que o incêndio começou no gerador da unidade de saúde, que fica no subsolo do prédio.