Mais Lidas

Feiras agrícolas garantem alimentos mais saudáveis nas cidades do Estado do Rio

Na Região dos Lagos, a cidade de Araruama acaba de inaugurar a Feira da Agricultura Familiar, que funciona todas as quartas na Praça Antônio Raposo

Por LUIZ ALMEIDA

As feiras garantem frutas, legumes e verduras frescos, que saem diretamente dos produtores para os consumidores. Além da variedade da produção agrícola, produtos como mel, temperos e doces em compota também são vendidos
As feiras garantem frutas, legumes e verduras frescos, que saem diretamente dos produtores para os consumidores. Além da variedade da produção agrícola, produtos como mel, temperos e doces em compota também são vendidos -

Alô, alô, freguês e freguesa. Aipim, mamão, batata, alface. Podem chegar, conferir e levar para casa. Está tudo muito fresquinho. É cada vez maior o número de feiras de pequenos produtores agrícolas nas cidades do Estado do Rio. E, melhor de tudo, sem intermediários ou atravessadores, com legumes, verduras e hortaliças variadas saindo diretamente do campo para a mesa dos consumidores.

Na Região dos Lagos, a cidade de Araruama acaba de inaugurar a Feira da Agricultura Familiar, que funciona todas as quartas na Praça Antônio Raposo. Entre os produtos, laranja, aipim, limão, milho, feijão, farinha, biju, tomate e hortaliças, além de mel e própolis. Aos sábados, há feira atrás do Mercado Municipal. "Nossa terra é rica e precisamos investir e valorizá-la. É um grande incentivo aos nossos produtores, desenvolvendo a nossa agricultura familiar", destaca a prefeita Livia de Chiquinho. 

Perto dali, Saquarema realiza todos os domingos uma grande feira no distrito de Bacaxá. E, a cada segundo sábado do mês, a Feira de Produtos Orgânicos e Agroecológicos, que acontece Praça dos Pescadores, no Centro. Esta última é uma parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio de Janeiro (Emater). Já em Macaé, quatro feiras levam o melhor da produção agrícola da cidade. Elas são realizadas no Centro e nos bairros de Imbetiba, da Glória e do Pecado.

NORTE FLUMINENSE

Em Campos dos Goytacazes, a Superintendência de Agricultura e Pecuária promove toda semana a Feira da Roça, com a venda de frutas, legumes, peixes e produtos variados, como licor e tapioca, entre outros. Itinerante, reúne mais de 200 pequenos produtores e acontece em oito locais diferentes Praça São Gonçalo, Parque Tamandaré, Praça do IPS, Praça da República, Praça do Turf Club, Rotatória do Jardim Carioca, na Praça do Saco e Avenida Atlântica.  

De acordo com Nildo Cardoso, da Superintendência de Agricultura e Pecuária, a intenção é valorizar a produção local e escoar a produção sem a presença de atravessadores, gerando, é claro, lucro aos pequenos produtores. "Garantimos que os alimentos sejam realmente produzidos no município e orientamos na produção, além de assegurarmos maior controle de qualidade", conta o superintendente.

Em Cordeiro, a Feira do Produtor Rural é realizada todos os domingos no Parque de Exposições Raul Veiga e conta com a participação de produtores da própria cidade e de municípios da região. Só que além de verduras, legumes e hortaliças, há diversos outros produtos. "É possível comprar, por exemplo, iguarias da culinária árabe (homus tahine, quibe assado e frito, abobrinha recheada), tapioca de variados sabores, pastéis artesanais, doces em compotas e muito mais", avisa o secretário de Agricultura, Márcio Sauerbronn.

COSTA VERDE

A cidade de Angra dos Reis tem duas feiras de pequenos produtores. Diariamente acontece na Praça Zumbi dos Palmares, no Centro. Semanalmente, no distrito Parque Mambucaba. Também na Praça Zumbi dos Palmares acontece todas as semanas a Feira Orgânica e Cultural de Angra dos Reis, criada em 2017. Segundo o secretário de Agricultura, Aquicultura e Pesca, Wagner Junqueira, as feiras geram renda. "Elas garantem o consumo de alimentos saudáveis, livres de produtos químicos que causam mal à saúde", ressalta Wagner Junqueira.

Já em Mangaratiba são realizadas duas feiras. Elas acontecem às terças, sextas e sábados na Praça Robert Simões, no Centro, e no distrito da Praia do Saco. Conforme o secretário de Agricultura e Pesca, Adalberto Basílio, a prefeitura pretende levar as feiras para os outros cinco distritos. "A feira é importante para a geração de renda, resultando em agregação de valor e redução dos preços para os consumidores locais", avalia o secretário.

SUL FLUMINENSE

No município de Nova Friburgo, a feira agroecológica acontece todas as semanas no distrito de Lumiar. Há também nos bairros de Olaria e Vila Amélia, além do Centro, com produtores orgânicos e pequenos agricultores, às quartas. "Os consumidores se sentem mais confiantes em consumir um produto em que a origem é conhecida e rastreável", salienta Miguel Schuenck Ribeiro, secretário de Agricultura.

Diversidade na produção agrícola

Na cidade de Paty do Alferes existe a Feira Agroecológica, que acontece na Praça George Jacob Abdue  aos sábados, das 8h às 13h. Com um total de 24 produtores da agricultura familiar, ela foi criada para diversificar a produção de alimentos, que anteriormente ficava restrita à produção de tomate. "A feira nasceu como estímulo à prática de culturas diversificadas na região e transição para métodos mais sustentáveis de plantio, tendo como principal objetivo a mudança do agricultor tradicional para o orgânico", observa o secretário de Agricultura Thiago Peralta. 

Em Guapimirim são duas as feiras. Aos sábados, na Praça da Emancipação, no Centro, das 8h às 13h. Aos domingos, no bairro Vale das Pedrinhas, de 8h às 12h. Já Petrópolis mantém feiras na Praça 14 Bis, no Centro Histórico, e nos terminais rodoviários de Itaipava, Bingen e Corrêas, de segunda a sábado. No Hortomercado de Itaipava, oito dos 38 estandes vendem exclusivamente produtos orgânicos, de sexta a domingo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

As feiras garantem frutas, legumes e verduras frescos, que saem diretamente dos produtores para os consumidores. Além da variedade da produção agrícola, produtos como mel, temperos e doces em compota também são vendidos fotos Divulgação
Feira agroecológica de Paty do Alferes acontece na Praça George Jacob Abdue Divulgação/Milson Thuly
Feira na Praia do Pecado Divulgação/Guga Malheiros
Feira da agricultura familiar e economia solidária de Imbetiba, em Macaé Divulgação/Rui Porto Filho

Comentários