Quissamã amplia valores do Programa de Idosos e do Renda Mínima

Poder Executivo encaminhará à Câmara Municipal um projeto de lei que prevê reajuste nos valores dos programas sociais

Por O Dia

Além de medidas preventivas adotadas na área de Saúde, no combate ao coronavírus, a Prefeitura de Quissamã também implanta ações em outros setores vitais da sociedade. Nesta segunda-feira (23), o Poder Executivo encaminhará à Câmara Municipal um projeto de lei que prevê reajuste nos valores dos programas sociais do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Pessoa Idosa e do Renda Mínima, a partir de abril.

"Trata-se de uma medida emergencial por causa da pandemia do coronavírus. Em transferência de renda, o total destinado pela Prefeitura, mensalmente, é de R$ 550.000,00 para as pessoas que mais precisam. A partir desta proposta, esse valor passará para R$ 900.300,00, somente com recursos próprios.
A proposta de acréscimo será válida por três meses, podendo ser prorrogada por igual período, diante da emergência imposta pela pandemia. O aumento do valor aumenta o poder de compra do beneficiado e movimenta a economia local", frisou a prefeita Fátima Pacheco.

Atualmente, cada idoso cadastrado no programa recebe R$ 150,00 por mês. Com o projeto de lei, o benefício passará para R$ 250,00. No Renda Mínima, o valor salta de R$ 100,00 para R$ 250,00. Esta semana, a Prefeitura anunciou um reajuste de 15% no tíquete-alimentação dos servidores, que passa de R$ 387,04 para R$ 445,10, o que representará, mensalmente, em mais de R$ 1 milhão circulando no comércio.

"Vamos continuar tomando todas as medidas necessárias para para mantermos a nossa cidade segura e evitar a disseminação deste vírus. A população deve se conscientizar da importância de permanecer em casa.
Todos têm responsabilidade no combate ao coronavírus", completou a prefeita.

Comentários