Mais Lidas

Saúde em Pauta: Diagnóstico precoce é 1º passo para combater Alzheimer

Estima-se que no Brasil mais de 1 milhão de pessoas vivam com alguma forma de demência

Por Dr. Carlos Eduardo

Aparecimento do Alzheimer é mais comum em pacientes com mais de 65 anos
Aparecimento do Alzheimer é mais comum em pacientes com mais de 65 anos -

O Brasil está envelhecendo, e essa não é uma má notícia. A expectativa de vida do brasileiro vem crescendo nos últimos anos, segundo o IBGE: ficou em 75,8 anos em 2016, um aumento de três meses e 11 dias em relação ao ano anterior. O aumento também foi de 3,5 nos últimos dez anos. O brasileiro nascido em 2006 tinha a expectativa de viver 72,3 anos.

E como tem gente passando dos 80 anos. A mobilidade pode não ser a mesma, a quantidade de remédios também não, mas a lucidez é o que garante a essa faixa etária uma vida social plena com a família e os amigos. Já a falta dela...

Estima-se que no Brasil mais de 1 milhão de pessoas vivam com alguma forma de demência. A mais comum é o Alzheimer o seu aparecimento é mais comum em pacientes com mais de 65 anos. O termo é usado também para descrever as condições do cérebro quando ele não consegue mais funcionar corretamente. O Alzheimer causa problemas na memória, pensamento e comportamento. Nos estágios iniciais, os sintomas de demência podem ser mínimos, mas pioram conforme a doença avança. A taxa de progresso da doença varia de paciente para paciente. No entanto, pessoas portadoras de Alzheimer vivem em média até oito anos após o início dos sintomas.

O diagnóstico precoce é apenas o primeiro passo para combater o Alzheimer. Não há medicamentos ou terapias capazes de reverter ou interromper o avanço da doença, mas estudos indicam que alterações no estilo de vida, como atividade física e dieta mais saudável, são capazes de desacelerar a progressão dos sintomas.

Recente estudo apresentado na Conferência Internacional da Associação Americana de Derrame indica que uma dieta elaborada para estimular a saúde cerebral com alimentos como vegetais, frutas vermelhas, peixe e azeite ajuda a desacelerar o declínio cognitivo, característico do Alzheimer. Ela lista dez itens saudáveis: folhas verdes, vegetais, nozes, frutas vermelhas, feijões, grãos integrais, peixe, ave, azeite de oliva e vinho. E cinco grupos que devem ser evitados: carne vermelha e derivados, manteiga e margarina, queijo, doces e frituras, além dos fast food.

AUMENTO

Segundo o IBGE, expectativa de vida foi de 75,8 anos em 2016, um aumento de três meses e 11 dias em relação ao ano anterior.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários