Brasil no combate ao glaucoma

Segundo OMS, doença já atingiu cerca de 1 milhão de brasileiros

Por

OMS estima que doença irá afetar 80 milhões de pessoas até 2020 -

No próximo sábado, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, lesão do nervo óptico relacionada à pressão ocular alta. A doença pode se manifestar de duas formas. Crônica, quando há perda de visão periférica. E agudo, quando a pressão do olho torna-se extremamente alta, podendo causar perda súbita da visão. Embora raramente apresente sintomas, o paciente pode sentir fortes dores de cabeça, enjoo, dor ocular e fotofobia nos casos agudos.

No Brasil, estima-se que o problema afete cerca de 1 milhão de pessoas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80 milhões de pessoas terão glaucoma no mundo até 2020. Daí, a importância de um diagnóstico precoce, como explica Fábia Helena Crespo, diretora do setor de glaucoma do Centro da Saúde Ocular Kátia Mello. "A doença é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. A consulta com o oftalmologista é a única maneira de fazer o diagnóstico e tratamento, fundamentais para preservar a visão", diz.

O diagnóstico é feito com o auxílio de exames, como medição do campo visual, acuidade visual, resposta do reflexo da pupila, teste de tonometria para medir a pressão ocular, exame retinal e exame com lâmpada de fenda, entre outros.

Comentários

Últimas de Vida Saudável