Especialista explica como cuidar de unhas fracas

Síndrome das Unhas Frágeis (SUF) atinge 20% da população mundial, sendo mais comum em mulheres

Por O Dia

Unhas podem quebrar devido ao estresse
Unhas podem quebrar devido ao estresse -

Rio - Muitas pessoas reclamam com frequência que as suas unhas são fracas demais ou que demoram para crescer. Isso pode ser uma doença e ela tem nome: Síndrome das Unhas Frágeis (SUF). Esse problema atinge 20% da população mundial, sendo mais comum em mulheres. A SUF é uma queixa comum, caracterizada por aumento da fragilidade das lâminas das unhas. Estima-se que atinja até 90% das mulheres adultas.

Acredita-se que a síndrome tenha origem tanto vascular (o sangue não consegue entregar os nutrientes na concentração necessária para formação de unhas saudáveis) quanto física ou traumática, como pressão constante ou mesmo esbarrões. A dermatologista Ana Carolina Sumam, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica como cuidar das unhas.

FORMAS

Clinicamente, a SUF se manifesta sob duas formas básicas: perda de fatores nutricionais responsáveis pela adesão entre as micro-placas de queratina que compõem as unhas e/ou dificuldade da matriz formadora em produzir unhas resistentes, no primeiro caso a unha descama com facilidade no segundo, a unha é muito fina e quebra corriqueiramente. “Atualmente, o tratamento pode obter ótimos resultados”, conta a especialista.

REAÇÃO

A exposição a agentes químicos, como produtos de limpeza, alguns cosméticos, fungos (micoses de unha) e traumas repetitivos (digitação) podem interferir na adesão necessária para que as moléculas de queratina formem unhas compactas e resistentes. “Com o aumento da idade, as unhas perdem ainda mais lipídios, mostrando, portanto, maior suscetibilidade para unhas frágeis”, ressalta.

Já um mito que vem sendo desmentido é que a resistência das unhas é medida pela quantidade de cálcio. Cientistas comprovaram que é o alto nível de enxofre das unhas que permite que as moléculas de queratina se prendam perfeitamente umas às outras. “O cálcio atua como complemento do tratamento, mas a sua aplicação por si só não é capaz de alterar as estrutura das unhas”, finaliza Ana.

Últimas de Vida Saudável