Pais de prematuros organizam encontro para debater saúde dos pequenos

Campanha Novembro Roxo fala sobre a importância do pré-natal e causas do parto prematuro

Por Marina Cardoso

Fernanda teve parto prematuro de quadrigêmeos. Crianças passaram um mês na UTI
Fernanda teve parto prematuro de quadrigêmeos. Crianças passaram um mês na UTI -

Rio - Há dois anos, Fernanda Lima, de 35 anos, deu luz aos quadrigêmeos em um parto prematuro. Por conta da gravidez de alto risco, a servidora pública precisou ter os filhos com apenas 31 semanas de gestação. Do nascimento até um mês de vida das crianças, os pais se revezavam entre casa e a UTI do hospital. A situação de bebês como Luis Antonio, Miguel, Henrique e Rafael é mais comum do que parece. Segundo dados do Ministério da Saúde, 11% dos bebês nasceram antes de 37 semanas de gestação no ano passado. Para debater sobre o nascimento precoce, a campanha Novembro Roxo foi criada para conscientizar os pais.

Fernanda, que teve deslocamento de placenta, viu os filhos nascerem com apenas 1,2 quilos, em média. "Como engravidei de quatro, foi um mega parto. Falo que vivemos 10 anos em 30 dias, pois foi uma mistura de emoções. É uma rotina exaustante, de preocupação e tensão a cada minuto".

Um em cada dez bebês nasce prematuramente no mundo, segundo a OMS. "A incidência é grande. E, com isso, há possibilidade delas crescerem com problemas respiratórios, visuais e sequelas neurológicas", afirma o pediatra e neonatologista do Grupo Perinatal, Jofre Cabral.

Em meio a esse cenário, o neonatologista reforça a importância do conhecimento das causas e da importância de se realizar o pré-natal. Com isso, os recém-nascidos prematuros conseguem ter uma sobrevida e uma qualidade de vida melhor. "É importante ter um mês para alertar aos pais, caso a criança nasça prematuramente. É imprescindível ter um local especializado para tratar os bebês que vão requerer muitos cuidados".

PIQUENIQUE

Como parte do Novembro Roxo, a Perinatal promove, no próximo sábado, um piquenique entre pais e mães de crianças que nasceram prematuras. O encontro será às 9h, no Parque Marapendi, no Recreio. Vestidos de roxo, os participantes irão compartilhar suas histórias, reencontrar famílias que conheceram e rever a equipe do hospital que prestou atendimento durante esse período.

Galeria de Fotos

Fernanda teve parto prematuro de quadrigêmeos. Crianças passaram um mês na UTI Arquivo Pessoal
Fernanda teve parto prematuro de quadrigêmeos. Crianças passaram um mês na UTI Arquivo Pessoal

Comentários

Últimas de Vida Saudável