Laurenice Pires: podemos mudar a realidade do câncer infantojuvenil

Nesse mês, também conhecido como setembro dourado, convidamos você a entrar conosco na luta por mais chances de cura para crianças e adolescentes com câncer

Por O Dia

Rio - Muito temos ouvido sobre casos de câncer nos últimos tempos. Um amigo, um familiar, um amigo do amigo, sempre uma história... Embora os recentes acontecimentos políticos nos localizem no fundo do poço, em termos gerais temos avançando economicamente e nos tornando uma nação desenvolvida. No Brasil, doenças comuns, como diarreia, varíola e paralisia infantil, deram lugar a "doenças do mundo desenvolvido", como câncer. A cada semana 55 crianças e adolescentes perdem a vida na luta contra tumores no Brasil. São quatro por semana no Estado do Rio de Janeiro.

Para lembrar a importância do diagnóstico precoce do câncer, acontece nesta semana o Fórum de Oncologia Pediátrica do Rio de Janeiro. O intuito é lembrar que a pronta detecção e o tratamento rápido e de qualidade podem contribuir para mais chances de cura. Nos países desenvolvidos, a taxa de cura pode chegar a 80%, enquanto no Brasil ainda está em torno de 60%, não sabemos exatamente. O que sabemos é que é preciso criar planos nacionais de enfrentamento da doença, investir em estudos e pesquisas e disponibilizar recursos adequados para que o tratamento seja realizado a tempo. Além disso, a sociedade também precisa se envolver, cobrar, acompanhar e exigir melhorias.

Você sabia que, durante o tratamento, crianças cursando até o 9º ano têm o direito de manter seus estudos nas unidades hospitalares, mas que nem todos os hospitais possuem classe hospitalar? Você sabia que os sintomas do câncer em crianças são parecidos com outras doenças pediátricas, o que dificulta o diagnóstico? Por isso médicos e profissionais de saúde precisam ser constantemente capacitados para pensar na doença. O câncer ainda é a maior causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos no Rio.

Nesse mês, também conhecido como setembro dourado, convidamos você a entrar conosco na luta por mais chances de cura para crianças e adolescentes com câncer. Somente com o envolvimento da sociedade, representada por cada um de nós, será possível melhorar a rede pública de tratamento e mudar essa realidade.

Últimas de Opinião