Fundos de pensão querem atrair jovens para 'planos família'

Ideia é buscar nova geração de clientes que pensam em planejamento financeiro e garantir previdência complementar para idosos

Por Herculano Barreto Filho

Fundos de pensão querem fisgar clientes jovens para proteger idosos
Fundos de pensão querem fisgar clientes jovens para proteger idosos -
Rio - Os fundos de pensão fechados estão apostando em uma nova geração de clientes. Com a necessidade do segmento de atingir um público mais jovem, as fundações agora miram nos filhos e netos para fisgar consumidores interessados nos chamados 'planos família'.
Com associados que administram mais de R$ 800 bilhões em recursos, a Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp) confirma a aposta nessa tendência do mercado. "Esses planos são fundamentais para o crescimento do sistema. Hoje, há uma demanda reprimida de participação de familiares, de buscar uma proteção social adicional, à luz do debate que vem sendo feito da reforma da Previdência pública", afirma Luis Ricardo Marcondes Martins, presidente da entidade.
A Viva Previdência, entidade fechada de previdência complementar, lançou na última semana o Viva Futuro, plano familiar destinado aos parentes de cerca de 50 mil participantes. "Um dos nossos desafios é mostrar aos atuais participantes e a seus familiares a importância do planejamento como forma de ter um futuro com qualidade de vida e independência financeira", afirma Silas Devai Jr, diretor-presidente da Viva Previdência.
DIABETES
A WinSocial, empresa de tecnologia, pesquisa e longevidade, idealizou uma solução que facilita a contratação de plano de seguro de vida e previdência para pessoas com diabetes. "Oferecemos um teste rápido e gratuito de saúde. Com a nota, pessoas com diabetes podem contratar um seguro de vida personalizado", explica Hugo Providente, CEO da WinSocial. A iniciativa foi desenvolvida em parceria com a seguradora Mongeral Aegon.
DEBATE DE CORRETORES EM VOLTA REDONDA
Na quinta-feira, o Sincor-RJ promoveu o 1º Debate de Corretores de Seguros do Sul Fluminense, em Volta Redonda. O evento promoveu um debate entre executivos do mercado de seguros para contribuir com o desenvolvimento do setor. "Acreditamos na importância de apoiarmos ações que promovam treinamento e desenvolvimento dos corretores. Eles representam a força do nosso negócio", afirmou Fabio Lessa, diretor comercial da Capemisa, que apoiou a iniciativa.
PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
A Reatech, Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade sediada no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center entre quinta-feira e domingo, apresentou uma novidade para o segmento no país. A Sompo Seguros montou um estande no local para exibir o Seguro Equipamentos de Mobilidade, que indeniza o custo de reparos ou reposição de equipamentos como cadeiras de rodas. A iniciativa é voltada para PcDs ou para pessoas com mobilidade reduzida.

Comentários