Sambista Gabriel da Muda perde 72 kg

Conheça o cardápio que mudou a vida do músico

Por tabata.uchoa

Rio - Cantar na noite, ser fã de cerveja e um apaixonado por comida. Esses foram os ingredientes que fizeram o sambista Gabriel Cavalcante, o Gabriel da Muda, engordar 73 kg em oito anos. A situação ficou crítica quando o músico percebeu que, aos 19 anos, precisava tomar remédios para controlar a pressão arterial.

Gabriel da Muda malha todos os dias e faz uma dieta em que come de três em três horasPaulo Alvadia / Agência O Dia

“Em 2002, eu comecei a cantar na noite. Na verdade, eu fui apresentado à vida. Eram muitas as rodas de samba, cerveja e comida farta. De repente, eu passei a ter uma vida que me proporcionava sair no fim de semana, viajar e comer. Quando eu me dei conta, eu estava pesando 180 kg. Tinha engordado 73 kg em oito anos”, lembra.

A ficha só caiu quando, em um exame de rotina, o sambista recebeu um diagnóstico preocupante. “No final de 2011, fiz um exame, uma ultrassonografia abdominal que vê a gordura no fígado. Quando o resultado saiu, a minha médica disse que eu estava com um quadro de pré-cirrose e iria morrer se não tomasse jeito. Tinha 25 anos e fiquei desesperado”.

Mas engana-se quem pensa que o primeiro passo rumo a uma vida mais saudável foi uma visita ao nutricionista. Ciente de seus hábitos alimentares ruins, Gabriel resolveu mudar seu cardápio por conta própria.

Gabriel quando ainda era gordinhoDivulgação

“Assim que saí do hospital, entrei em um restaurante e comi um prato de couve-flor com peixe. Eu odeio couve-flor, mas, na hora, percebi que podia passar por isso sem grandes traumas. Fiz um acompanhamento médico para saber se as minhas taxas estavam normais e passei a me alimentar de três em três horas, ingerir alimentos mais leves, beber muita água. Um dia, eu percebi que, se eu cortasse tudo que eu gostava, emagreceria. Parei de comer pratos de feijoadas ou picanhas às três da madrugada. Também passei a evitar comer de dois a três hambúrgueres em uma única refeição”.

O resultado veio rápido: Gabriel eliminou 8 kg em um mês. “Isso me animou muito. Vi que eu poderia perder mais peso se me dedicasse. Em novembro do ano passado, comecei a me exercitar. Fazia natação todo dia. Hoje, eu corro diariamente e faço atividades aeróbicas. Sempre brinco, dizendo que o exercício físico é a única coisa com a qual sou disciplinado”.

Atualmente com 27 anos, 108 kg distribuídos em 1,93 m de altura e todas as taxas normalizadas, Gabriel comemora a vitória na luta contra a balança. “O melhor é poder comprar roupa em qualquer loja. A verdade é que eu sempre gostei de comer, mas a obrigação de emagrecer me fez ver que eu poderia gastar menos e comer melhor. Ter comida de qualidade na mesa e sem pesar tanto no bolso. E eu também viajo muito para tocar, fazer show. Com isso, acabei conhecendo a culinária do Brasil inteiro. Aprendi a separar o que é bom do que não vale a pena”.

Além de parar de pesar o estômago na calada da noite, outro segredo do músico foi traçar metas. “A minha história é assim: quando eu tinha 180 kg, eu queria chegar a 150 kg. Eu consegui e vi que queria mais. Então a meta passou a ser 130 kg. Cheguei e criei o objetivo final: 105 kg. Já me considero nele. Com 108 kg falta pouco para chegar lá”.

De malas prontas para curtir as delícias da culinária nova-iorquina, Gabriel já sabe que tudo o que comer precisa ser descontado com muita malhação. “Essa é a típica viagem para comer e beber. Sempre digo que Nova York tem a melhor culinária. O importante é saber que vou enfiar o pé na jaca, mas vou me exercitar”, garante.

Cardápio:

CAFÉ DA MANHÃ
Sanduíche com pão integral e queijo branco, biscoito de polvilho light (tem carboidrato suficiente para dar energia, menos sódio e nada de glúten), iogurte, vitamina de banana e uma fruta, geralmente uma banana.

ALMOÇO
Omelete, couve ou qualquer outra verdura e farofa (gosto muito).

SOBREMESA
Melancia ou outra fruta. Dez minutos depois de almoçar, tomo um mate light ou um copo de suco.

LANCHE
Um copo de iogurte, biscoito de polvilho light, fruta, suco de morango ou mate light.

JANTAR
Como coisas verdes. Geralmente, um jilozinho com alho.

DICA: Tomar muita água durante o dia e nunca ingerir líquido enquanto estiver almoçando.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia