Suavidade pop de 'Sobre Amor e o Tempo' flui bem na voz de Luiza Possi

Inédita de Lulu Santos com Nelson Motta, ‘Tempo em movimento’ é cantada por Luiza em uníssono com Lulu

Por tabata.uchoa

Luiza PossiFrancisco Cepeda / Ag. News

Rio - Em 2009, Luiza Possi deixou boa impressão ao lançar ‘Bons ventos sempre chegam’, disco autoral pautado por certa delicadeza. Essa boa impressão — diluída em posterior registro de show, ‘Seguir cantando’ (2011), que nada acrescentou à artista —é reconstituída em ‘Sobre o amor e o tempo’, sétimo trabalho de Luiza (o quinto de estúdio). De tonalidade romântica, a suavidade pop do disco — produzido por Dadi Carvalho — flui bem na voz bonita da jovem cantora.

O álbum tem unidade, embora seja mais sedutor na primeira metade. Inédita de Lulu Santos com Nelson Motta, ‘Tempo em movimento’ é cantada por Luiza em uníssono com Lulu. Também inédita, a boa ‘Devo lhe dizer’ é parceria de Marisa Monte, Adriana Calcanhotto e Dadi (a melodia tem o d.n.a. do cancioneiro pop e simples de Marisa).

Em repertório que versa sobre o amor e o tempo, Luiza se impõe como compositora em ‘Tao da lua’ e recebe Erasmo Carlos, autor e convidado de ‘Dois em um’. Pop, o CD tende para o rock no fim.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia