Gustavo Lins lança novo disco

Artista lançará 'Jardins e Desertos' aos poucos, no streaming, com músicas gravadas por Belo e Ferrugem

Por RICARDO SCHOTT

Gustavo: YouTube e Spotify têm suas novas músicas antes do CD
Gustavo: YouTube e Spotify têm suas novas músicas antes do CD -

Rio - O sambista Gustavo Lins decidiu experimentar uma maneira nova de lançar um disco. Em vez de soltar um álbum inteiro, quis fazer algo bastante parecido com o que os Titãs fizeram recentemente na ópera-rock 'Doze Flores Amarelas': usar as plataformas de streaming para lançar aos poucos as músicas que compõem um disco inteiro. Seu sétimo disco, 'Jardins e Desertos', já teve cinco músicas lançadas. Até o fim do ano, outras faixas serão acrescentadas ao álbum a última delas, 'Coração Interditado', sai dia 21 de dezembro.

"Fui lançando também alguns vídeos no YouTube. É uma maneira nova de se criar algo mais íntimo com o público", conta ele, lançado no mercado aos 16 anos pela Warner e hoje, independente.

"Apesar da minha inexperiência, pude mostrar muita coisa legal. O mercado precisa se organizar para voltar a vender novos talentos", acredita. "Nunca fui um cara que passou dificuldades, sempre fui de classe média. Mas a verdade é que quando comecei, eu não tinha condições de fazer um disco por conta própria, de tocar a nível nacional, de bancar o que foi feito por mim", diz.

Quando começou a compor e a cantar, Gustavo fez questão de incluir gírias novas em suas letras e de se comunicar com um público de classe média que ouve samba. Acabou sendo gravado por sambistas novos e até alguns mais experientes Alcione, por exemplo, gravou 'Uma Nova Paixão' em 2005.

Hoje, Gustavo tem tido canções gravadas por nomes como Imaginasamba, Belo e Ferrugem. Os altos e baixos do samba não assustam o artista, que está vendo músicas novas suas como 'Muito Além da Cama' e 'Amor Incrível' chegarem a público num novo momento de alta do pagode. "É um estilo cujo espaço nenhum outro vai ocupar", acredita.

Comentários

Últimas de Diversão