Longe dos palcos e da TV há 21 anos, Inês Galvão protagoniza a peça 'Verborrágica'

Com o retorno, a atriz também celebra 30 anos de profissão

Por BRUNNA CONDINI | brunna.condini@odia.com.br

Inês Galvão (pag.3)
Inês Galvão (pag.3) -

Rio - Nem precisamos mais perguntar 'por onde anda?', porque a atriz Inês Galvão resolveu matar a saudade do seu público, retornando aos palcos com a comédia 'Verborrágica', em cartaz no teatro Glauce Rocha, no Centro do Rio, até 16 de dezembro. "Foram 21 anos sem colocar os pés num estúdio de TV ou num palco. Me dediquei totalmente à família e me sinto muito realizada por isso, faria tudo de novo", garante.

Com o retorno, a atriz também celebra 30 anos de profissão. "Acho que minha trajetória na primeira fase da carreira, antes da minha parada, era muito bem-sucedida. E agora, ainda vejo que aquelas pessoas que me admiravam como atriz não me esqueceram e ainda apostam em mim".

Em cena, ela dá vida a Cândida, uma atriz bem-sucedida, que está prestes a comemorar seus 30 anos de carreira, e abre suas memórias para o público. Algo de biográfico no texto? "Só entrei com a minha vontade de fazer e garra para voltar. Me entreguei totalmente ao Marcio Azevedo (autor e diretor) e a Lais Mendes Pimentel (autora). Não tem nada de autobiográfico, apenas a frase inicial: 'Voltei, porque decidi voltar'".

SEGUINDO O CAMINHO

Aos 59 anos, Inês fala sobre o período afastada dos holofotes. "Me dediquei à família, aos filhos", lembra. "São quatro: Renato, 30 anos, Leonardo, 24, e as gêmeas Maria Luiza e Maria Vitoria, com 13. Me dediquei também ao meu marido que estava com câncer. Nos últimos oito anos, ficamos tratando a doença, até que ele veio a falecer em 2016".

Ela e o ex-jogador Gaúcho foram casados por 26 anos. E apesar da dor da perda, Inês afirma que o budismo a ampara na compreensão do momento. "Na verdade, não encaro como uma necessidade ter que superar nada. Pratico o budismo de Nitiren e aprendi que devemos nos colocar sempre como vencedores diante dos desafios, por mais que eles sejam difíceis, porque nada acontece por acaso", compartilha.

"Entendo que meu marido cumpriu a missão dele, e eu cumpri minha missão junto a ele. Isso me faz ter uma paz de espírito muito grande. A vida anda em frente, e eu não posso estacionar no tempo, é minha obrigação seguir meu caminho, assim como ele está seguindo o dele em outro estágio. Tenho a obrigação de ser feliz e fazer aqueles que estão ao meu redor felizes", diz.

Sua última novela foi 'Uga Uga' há 18 anos. Ainda assim, Inês conta que recebe o carinho do público até hoje. "Fico impressionada como as pessoas não se esqueceram de mim, digo os fãs mesmo. Saio na rua e sempre me cobram, e nas minhas redes sociais perguntam direto se não volto para a TV", revela.

"Tenho vontade de voltar a fazer novela, mas não estou desesperada. Claro que se receber um convite e for uma coisa interessante, farei com prazer e também não tenho esse negócio de escolher emissora não, respeito todas elas", diz.

Galeria de Fotos

Inês Galvão (pag.3) Nanah Garcia
Inês Galvão comemora 30 anos de profissão em seu retorno ao teatro e vibra com o carinho dos fãs. "Tenho vontade de voltar a fazer novela", diz fotos Nanah Garcia

Comentários

Últimas de DMulher