Fazendo 20 anos de carreira, Thalita Rebouças diz estar à espera de um grande amor

Escritora comemora participação no 'The Voice Kids' e diz que se inspira nas crianças do reality

Por Juliana Pimenta

À dir., Thalita com as colegas do 'The Voice Kids': Simone, Claudia Leitte e Simaria
À dir., Thalita com as colegas do 'The Voice Kids': Simone, Claudia Leitte e Simaria -

Rio - Contar uma história não é uma tarefa muito fácil. E, atualmente, com a invasão das novas tecnologias, prender a atenção de crianças e adolescentes em um único enredo virou uma missão (quase) impossível. Para Thalita Rebouças, no entanto, o desafio é cumprido de forma leve e divertida. Completando 20 anos de carreira, a autora de 45 anos faz um balança da estrada e comemora o sucesso que ainda faz com a garotada.

“Só de pensar nisso, já sinto vontade de chorar. Eu sou tão abençoada que, há 20 anos, eu faço livros em um país que não tem o hábito da leitura. Fico muito lisonjeada quando eu vejo que um livro que eu lancei em setembro já vendeu mais de 20 mil cópias, mesmo nessa crise que a gente está. É muito bacana saber que eu faço muita gente gostar de ler”, destaca Thalita que, sem perder o bom humor característico, brinca na hora de dizer ao que atribui o seu sucesso.

“Vou fazer a Anitta e dizer que sou muito grata a mim mesma por não ter desistido. Sem modéstia, eu ajudei a construir uma geração de leitores e isso me orgulha muito. Eu vejo isso nos meus eventos, que tem gente que está com o filho no colo na fila para eu autografar. Nunca esperei isso na minha vida, nunca achei que fosse ser lida desse jeito”, conta a autora que, dentre as vantagens de ter se tornado conhecida, destaca o trabalho como uma das apresentadoras do ‘The Voice Kids’, da Globo.

Brincadeira de criança

Com espírito jovem, Thalita destaca ainda que uma das suas maiores alegrias é a interação com as crianças no reality dominical, as quais ela afirma tratar de igual para igual. “Me sinto parte da família deles e sofro junto. Às vezes sofro até mais e as crianças me zoam dizendo que eu estou chorando mais do que a mãe deles, mas é porque realmente esse programa é muito mágico”, diz enquanto confessa que usa o programa da Globo para seus trabalhos fora da telinha.

“É muito bom porque é uma fonte de inspiração para mim. Fico de olho em várias crianças, vendo se atua, se eu posso pegar para um filme ou se alguém pode cantar alguma música que eu fizer. Inclusive, tenho até muita vontade de escrever sobre esse universo de competições. A cada olhar, a cada abraço que eu ganho, vou me inspirando de alguma forma”, destaca Thalita que, se preocupa muito com esse tema. “Meu desejo é sempre ter boas ideias. Tenho muito medo de perder inspiração. Eu acho que eu tenho mais medo de perder inspiração do que de morrer”, revela.

Thalita também descobriu recentemente que uma criança ex-participante do The Voice Kids fez teste para um de seus filmes. “Ainda não sei se ele passou ou não, mas achei muito bacana quando vi o nome dele na lista”, conta a autora que, pelas redes sociais, mantém contato com as crianças que passaram pelo programa.

Planos na TV

A chegada de Thalita no ‘The Voice Kids’, ainda na segunda temporada, não foi tão casual quanto parece. A autora confessa que se ofereceu para participar. “Eu sou exibida, né. Liguei para o Boninho e falei ‘Você não acha que esse programa é a minha cara, não?’. E e ele topou, que bom. Eu fico muito orgulhosa de estar aqui porque aqui tudo aqui me inspira”, conta a escritora que está aberta a fazer outros programas de televisão.

“Eu super topo, pode me convidar. Eu super gosto de fazer TV, de me comunicar, até porque eu sou formada em Jornalismo. Acho que o público pré-adolescente é um público ainda muito carente de coisa na televisão. Então eu adoraria fazer qualquer coisa para eles”, afirma Thalita que, por outro lado, não pretende escrever para TV. “Não tenho interesse, nem novela. Muita gente me pergunta, mas por enquanto não tenho vontade de escrever nada para televisão. Por enquanto eu estou feliz com os filmes, mas quem sabe um dia. Eu nunca digo nunca”, conta Thalita que já está gravando seu próximo longa.

Filme inédito 

“Vamo começar a rodar, agora em janeiro, mais um filme. E eu to muito feliz porque é o meu primeiro filme inédito. Aprendi que eu sei contar história sem ser baseado em filme. Então agora ferrou, gente (risos). Tomei gosto pela coisa e estou me achando roteirista mesmo”, brinca a autora, que revela, com ressalvas o tema do longa.

“Não posso dizer muita coisa, mas vai ser sobre os pais. Me sinto em dívida com os pais, porque as mães têm um papel muito importante nos meus livros. Então esse ano eu estou fazendo um filme muito coração, que vai falar do amor de pai e que vai estrear provavelmente em outubro, na época do dia das crianças. Vai ser emocionante e muito bonito”, conta Thalita que aproveita seus filmes para se posicionar politicamente.

“Minha obra é um espaço para eu declarar o que penso. Eu tenho um livro LGBT que é o meu xodó e eu tenho muito orgulho dele. Porque muitas pessoas tiveram coragem de sair do armário e conversar com seus pais sobre a sua sexualidade a partir desse livro. Saber que eu posso, através da arte, fazer com que as pessoas pensem e que mudem de opinião para o bem, mostra que meu papel já está mais do que cumprido”, declara a autora ao falar, principalmente, da polêmica envolvendo beijo gay no seu último longa, ‘Ela Disse, Ele Disse’, lançado em 2019.

À espera do amor

Escorpiana fria, como ela mesma se define, Thalita diz que não é romântica como a maioria das personagens dos seus livros. Mas, mesmo assim, a escritora revela que está esperando encontrar um grande amor. “Estou solteira e feliz, mas estou me preparando para um grande amor. Se vocês conhecerem alguém, meu whatsapp é 99... (risos)”, brinca a autora que explica seus planos.

“Eu já casei, de branco, e fui muito feliz no meu casamento. Mas agora estou pronta para o amor da minha vida e eu sei que, em 2020, vai rolar o amor da minha vida. Eu estou em um processo de autoconhecimento tão legal e é uma idade tão emblemática, que eu acho que para entrar na minha vida tem que ser um grande amor, não vai entrar qualquer um. Tem muito boy lixo e homem ruim eu não quero não”, brinca Thalita dizendo que está com 45 anos e carinha de 44.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários