Somente em Caxias, âmbito estadual no agendamento beneficia 18 mil eleitores em janeiro - Divulgação
Somente em Caxias, âmbito estadual no agendamento beneficia 18 mil eleitores em janeiroDivulgação
Por O Dia
Duque de Caxias - A ampliação do sistema de agendamento eleitoral para o âmbito estadual permitiu que pelo menos 18.200 eleitores de Duque de Caxias fossem atendidos em municípios vizinhos. Apenas Petrópolis, na Região Serrana, recebeu mais de 8 mil eleitores de Caxias, na Baixada Fluminense. Implantado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) no final do mês de dezembro do ano passado, o âmbito estadual possibilita o atendimento em qualquer posto ou zona eleitoral fluminense, sendo garantido ao eleitor que ele continuará a votar num local de votação próximo da residência dele.

Devido ao prazo final da biometria em Duque de Caxias, Magé e São João de Meriti, a procura pelo agendamento em fevereiro teve um aumento exponencial e provocou o rápido esgotamento das vagas. Eleitores que deixarem de realizar a biometria nos três municípios ficarão em situação irregular e correm risco de terem o título cancelado. Entretanto, eles ainda têm até o dia 6 de maio para regularizar a situação eleitoral. Para isso, devem agendar a biometria, evitando o cancelamento.

Um indicativo de que muita gente adiou o agendamento para o final do prazo está nas estatísticas do comparecimento dos eleitores em Duque de Caxias no mês de janeiro, que, inclusive, estendeu o horário de atendimento, das 10h às 19h. Foram abertas 27.450 vagas para agendamento no mês, mas apenas 27.303 foram preenchidas, número pouco inferior ao de vagas abertas. Além disso, houve ainda 8.653 desistências, tendo efetivamente comparecido ao atendimento 18.650 eleitores. Somadas, as desistências em Caxias nos meses de dezembro e janeiro giraram em torno de 16 mil eleitores, que agendaram mas deixaram de comparecer.