Mais Lidas

Comitê organizador da Copa de 2018 reconhece déficit fiscal

Rússia tem problemas para sediar o próximo mundial

Por pedro.logato

Rússia - O presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2018, Vitali Mutko, reconheceu nesta sexta-feira que o órgão enfrentará um cenário de déficit fiscal no próximo ano devido à crise econômica na Rússia.

"O orçamento para 2015 foi aprovado, existe certo déficit. O ano será tenso. Tentaremos conseguir algumas doações (de empresas)", disse Mutko à imprensa local. O dirigente, que também é o ministro dos Esportes do país, afirmou que a prioridade da organização agora é realizar no mais alto nível o sorteio das eliminatórias, que está marcado para 25 de julho de 2015 no Palácio de Constantino, em São Petersburgo. Mutko não descartou um corte de até 10% das despesas de sua pasta, mas negou que a Rússia abrirá mão de sediar alguns torneios internacionais previstos, como o Mundial de Natação de 2015, o Mundial de Hóquei sobre o Gelo de 2016 e a Copa das Confederações de 2017.

Recentemente, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, garantiu que o país não desistirá da organização da Copa de 2018, apesar de a economia entrar em recessão em 2015. "É preciso sediar competições como a Copa do Mundo de futebol, já que a quantidade de crianças que se dedicarão ao futebol aumentará drasticamente", disse Putin em sua entrevista coletiva anual.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia