Botafogo sem margem de erro na luta contra o Z-4

A dois pontos da zona da degola, o Alvinegro precisa vencer o Cruzeiro, amanhã, para respirar mais aliviado no campeonato

Por

Moisés participa de treino no Nilton Santos: lateral-esquerdo adverte que o time precisa mostrar a cara
Moisés participa de treino no Nilton Santos: lateral-esquerdo adverte que o time precisa mostrar a cara -

Rio - A cada atuação ruim no Campeonato Brasileiro, o Botafogo vê a zona de rebaixamento se aproximando. A goleada para o Grêmio, por 4 a 0, sábado, em Porto Alegre, deixou o time alvinegro com um risco de 16% de cair à Série B, de acordo com cálculos do site Infobola, do matemático Tristão Garcia.

Com 25 pontos e na 15ª colocação, o Botafogo está a dois pontos do Z-4. A situação fica ainda mais delicada lembrando que, das equipes que estão abaixo na tabela, duas têm uma partida a menos o Vasco e a Chapecoense.

Mesmo depois de 22 rodadas disputadas, o Alvinegro ainda não venceu fora do Rio (já são sete derrotas e três empates). Seu único triunfo na condição de visitante aconteceu no clássico diante do Vasco, no Estádio de São Januário, por 2 a 1, no dia 2 de junho.

Na esperança de dias melhores, o time volta a campo amanhã para enfrentar o Cruzeiro, às 19h30, no Estádio Nilton Santos. Um novo tropeço, além de agravar ainda mais a crise em General Severiano, pode colocar a equipe pela primeira vez na zona de rebaixamento nesta temporada.

"Trata-se de Botafogo, é time grande, tem sua história. Não era para estarmos na situação em que estamos. Temos que sair dela. Temos que mostrar em campo. Momento de botar a cara, não se esconder atrás do adversário. Momento de se abraçar mais, unir forças. Virão críticas e pressão, o que é normal no futebol. O Botafogo não deve estar nesse lugar", disse o lateral-esquerdo Moisés, repetindo um discurso que toma conta dos jogadores e da comissão técnica sempre que uma derrota vexatória acontece no Brasileiro.

Ciente de que o jogo contra o Cruzeiro é crucial para o futuro do Botafogo na Série A do Brasileiro, Moisés destacou a necessidade de um triunfo no Nilton Santos a qualquer custo: "Não sei como essa vitória vai vir, mas tem que vir de qualquer jeito. Independentemente se eles têm uma das defesas menos vazadas da competição, a gente tem que encontrar uma forma de fazer gol".

Comentários