Joel Carli voltou a treinar após artroscopia realizada no joelho direito - VITOR SILVA/SSPRESS/BOTAFOGO
Joel Carli voltou a treinar após artroscopia realizada no joelho direitoVITOR SILVA/SSPRESS/BOTAFOGO
Por O Dia

De volta ao Botafogo após se recuperar de uma artroscopia no joelho direito, lesão que o tirou dos campos por dois meses, o zagueiro Joel Carli é sinônimo de segurança e experiência para o sistema defensivo. Invicto em 2019 (três vitórias em três jogos), o argentino se prepara para a estreia do time no Campeonato Brasileiro, amanhã, às 16h, no Morumbi, contra o São Paulo.

Aos 32 anos, Carli vem se dedicando aos treinos e parece já ter entendido bem o que o técnico Eduardo Barroca pensa para a equipe, que, em função das péssimas campanhas no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil, é apontada como uma das mais frágeis da Série A.

"Nossa ideia hoje é muito clara. Ser protagonista tanto dentro quanto fora de casa. Sabemos dessa dificuldade e esperamos não sofrer, principalmente no Rio. Claro que temos que saber atacar, mas também defender. Um planejamento para cada estilo de jogo. Acho que sempre tem um dado positivo

quando se tem tempo para trabalhar com intensidade. Pegamos a ideia dele (Barroca) de ter a posse da bola, de sermos protagonistas. Estamos confiantes com esse trabalho", destacou o xerife, agora mais do que aliviado por retornar às atividades.

"Ficar fora e não poder ajudar o time em campo é um sofrimento muito grande. Infelizmente passei por uma cirurgia, mas deu tudo certo e a recuperação foi muito boa. Priorizamos a parte física para depois não ter problemas no futuro. Hoje estou 100% fisicamente", destacou Carli, pronto para comandar o Botafogo no Campeonato Brasileiro.

RADAR ATIVO

Após liberar Kieza para acertar com o Fortaleza, a diretoria do Botafogo voltou a tentar o atacante Tréllez, atualmente no Internacional. O colombiano de 29 anos tem contrato com o São Paulo até dezembro de 2021 e atualmente está emprestado ao clube gaúcho, ao qual está vinculado até o fim desta temporada e que ainda não sabe se vai usá-lo com muita frequência em 2019.

Você pode gostar
Comentários