Apresentador afirma que Palmeiras não jogará novamente se partida com o Botafogo for anulada

Benjamin Back ainda informou que o clube deve ir a corte arbitral do esporte caso a partida seja remarcada

Por O Dia

O árbitro dá cartão a Deyverson e, depois, volta atrás e marca pênalti: erro no protocolo 
do VAR
O árbitro dá cartão a Deyverson e, depois, volta atrás e marca pênalti: erro no protocolo do VAR -
Rio - O julgamento do pedido de anulação da partida entre Botafogo e Palmeiras que foi vencida pelo clube paulista com suposto erro no protocolo da VAR acontecerá no dia 18 de junho. De acordo com o apresentador do "Fox Sports Rádio", Benjamin Back revelou que o Palmeiras não vai entrar em campo caso a partida seja anulada e remarcada, e pretende também recorrer a corte arbitral do esporte na Suíça.
"Informação que recebi. Se a partida for cancelada, o Palmeiras não entrará em campo. Vai recorrer à Corte Arbitral do Esporte na Suíça", afirmou Benja.
O STJD pediu para a CBF não homologar o resultado de 1 a 0 a favor do time paulista pelo erro no protocolo do VAR que pede para o lance não pode ser revisto ao colocar a bola em jogo no lance subsequente analisado.
 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários