Botafogo não resiste ao Inter no Beira-Rio e é derrotado por 3 a 2

Alvinegro tem gol anulado pelo VAR, mas ainda esbarra na dificuldade de transformar chances em gols

Por O Dia

Luis Fernando disputa a bola com Edenílson; o Alvinegro teve boa atuação, apesar da derrota
Luis Fernando disputa a bola com Edenílson; o Alvinegro teve boa atuação, apesar da derrota -
Porto Alegre - A expectativa do torcedor alvinegro de enfrentar o Internacional 'reserva' não se confirmou. Bruno e D'Alessandro foram as únicas baixas em comparação à equipe que enfrentou o Flamengo, pela Libertadores. No Beira-Rio, o Colorado superou a eliminação para o rubro-negro com a vitória por 3 a 2 sobre o Botafogo, na noite desta sábado, com gols de Lindoso, Edenílson e Nico López. Diego Souza e Marcinho descontaram. O Inter, agora com dorme no G-6, enquanto o Alvinegro, com 23 pontos, fica mais distante da zona da Liberta
Às vésperas da semifinal da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, quarta, no Beira-Rio, o Colorado não poupou jogadores ou fôlego para vencer e recuperar a confiança.
Sem mudanças significativas, o Botafogo conteve as investidas com uma marcação encaixada, na bola aérea e nas jogadas endereçadas a Guerrero. Numa rara brecha, Gatito fez grande defesa na tentativa de Edenílson.
Time que menos finaliza no Brasileiro - média de 9,13 por jogo, até a 16ª rodada -, o Botafogo foi mais perigoso quando atacou: na bicicleta de Alex Santana e na bola no travessão de Luiz Fernando. No entanto, foi o Inter que abriu o placar com o ex-alvinegro Rodrigo Lindoso, de cabeça, aos 43 minutos.
Com uma indisposição, Gatito deu lugar a Diego Cavalieri no segundo tempo, enquanto o apagado Lucas Campo, ao lateral-direito Fernando. Com a mexida, Marcinho foi improvisado mais à frente. Ironicamente, Fernando perdeu a bola que deu início ao contra-ataque letal do Inter, coroado com o gol de Edenílson, aos sete minutos.
Com auxílio do VAR, Dewson Freitas anulou o gol de Alex Santana ao marcar um toque da bola no braço de João Paulo, no início da jogada. Aos 16', Diego Souza, de cabeça, escorou o cruzamento de Marcinho e devolveu a esperança à torcida: 2 a 1.
Ao assumir riscos para buscar o empate, o Alvinegro cedeu espaço e, aos 37', Nico López tabelou com Lindoso para ampliar e encerrar um jejum de 25 jogos sem marcar. Com boas defesas, Cavalieri evitou o pior. Nos acréscimos, Marcinho diminuiu o prejuízo, mas ainda é pouco para atender às expectativas do torcedor.

Galeria de Fotos

Luis Fernando disputa a bola com Edenílson; o Alvinegro teve boa atuação, apesar da derrota Dudu Contursi/Uai Foto/Estadão Conteúdo
Guerrero protege a bola contra o Botafogo, no Beira-Rio REPRODUÇÃO TWITTER

Comentários