Chance rara no Maraca

Somente cinco jogadores já defenderam a Seleção no estádio e tiveram a oportunidade de ser campeões

Por HUGO PERRUSO

Jogadores da Brasil comemoram o título da Copa das Confederações de 2013
Jogadores da Brasil comemoram o título da Copa das Confederações de 2013 -

Se para Tite comandar o Brasil no Maracanã será um batizado na carreira, pode-se dizer que para a maior parte dos jogadores também. Dos 23 convocados, Thiago Silva, Filipe Luís e Daniel Alves são os únicos que não apenas tiveram a oportunidade de jogar no 'Maior do Mundo' com a Seleção principal como já foram campeões, assim como Gabriel Jesus e Marquinhos pela olímpica. Sensação rara e difícil de ser repetida num futuro próximo.

Por isso, a última chance desses jogadores talvez seja hoje, na final da Copa América, às 17h, contra o Peru. Após sediar Copa das Confederações (2013), Copa do Mundo (2014) e Olimpíada (2016), todos os eventos importantes do futebol, o Brasil não irá recebê-los tão cedo.

Dos cinco que já vivenciaram a experiência de um título no Maraca com a Amarelinha, só Filipe Luís não esteve em campo na final. Viu do banco de reservas o triunfo por 3 a 0 sobre a Espanha, na Copa das Confederações de 2013. Já Daniel Alves e Thiago Silva, como capitão, jogaram os 90 minutos da última conquista da equipe principal, em um estádio pulsante e que não via uma título brasileiro em casa desde 1989.

Mais novos, Gabriel Jesus e Marquinhos também podem bater no peito e dizer: "Sou campeão no Maracanã". E a conquista foi ainda mais histórica. Os dois fizeram parte do grupo que ganhou o inédito ouro olímpico na Rio-2016. Na final, um reencontro tenso com a Alemanha dois anos depois dos 7 a 1 no Mineirão. E o título só saiu na disputa por pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação.

"É importante ter o estádio do nosso lado, fazer um bom ambiente. Tive a oportunidade na Olimpíada de jogar uma final no Maracanã e sei o quanto é legal ter o apoio. A gente espera fazer um grande jogo para que o Maracanã possa fazer barulho e nos levar a esse título", disse o zagueiro Marquinhos.

SONHO DE GAROTO
Até mesmo fora da Seleção, poder gritar "é campeão" no Maracanã será uma experiência única para o restante do grupo brasileiro: apenas Lucas Paquetá já conquistou um título no estádio, com o Flamengo, no Carioca de 2017.

"O sonho de todo garoto não é só jogar pela Seleção, mas chegar à final e conquistar títulos. Ainda mais no Brasil e no Maracanã. Para mim e para todos é um sonho. Temos que desfrutar a final", avisou o volante Casemiro.

ESTREANTES JÁ PODEM ERGUER A TAÇA

Grande parte do elenco já teve a oportunidade de disputar uma partida no Maracanã por um clube brasileiro. Mas, para alguns, será a primeira experiência num dos maiores palcos do futebol mundial, com duas finais de Copa do Mundo. Dos titulares, Firmino e Casemiro irão estrear. David Neres e Ederson ficarão no banco, enquanto Willian, machucado, terá de esperar.

Em compensação, Thiago Silva é o mais experiente no 'Maior do Mundo'. O zagueiro, ídolo do Fluminense, tem 65 jogos — sendo também quem mais atuou pela Seleção (três vezes). Lucas Paquetá é o segundo na lista (30, todas pelo Flamengo), seguido por Fagner (18) e Richarlison (15). Os outros brasileiros atuaram poucas vezes: a grande maioria não chega a cinco jogos.

JOGOS NO MARACANÃ
Thiago Silva 65
Paquetá 30
Fagner 18
Richarlison 15
Cássio 10
Miranda 10
Coutinho 7
Allan 5
Everton 4
Daniel Alves 4
Gabriel Jesus 4*
Militão 3
Marquinhos 2*
Filipe Luis 2
Alisson 2
Alex Sandro 2
Arthur 2  
Fernandinho 2
Ederson 0
Casemiro 0
Willian 0
David Neres 0
Firmino 0
* Fez 2 jogos pela seleção olímpica

 

MARCA IMPRESSIONANTE NO ESTÁDIO

Quando entrar em campo hoje, a Seleção de Tite colocará em jogo uma invencibilidade de 69 anos no Maracanã. Desde a fatídica final da Copa do Mundo de 1950, na derrota por 2 a 1 para o Uruguai, o Brasil não perde em competições oficiais no estádio.

Entre Eliminatórias, Copa América de 1989 e Copa das Confederações de 2013, a seleção brasileira disputou 28 partidas no 'Maior do Mundo', com 21 vitórias, seis empates e apenas uma derrota. Foram incríveis 78 gols marcados, com média de 2,78, e apenas 14 sofridos. Também foi no Maracanã que a Seleção celebrou suas duas últimas conquistas: o ouro olímpico e a Copa das Confederações. 

Apesar do retrospecto favorável, a Seleção optou por deixar o estádio de lado nos últimos seis anos e não fez questão de jogar na Copa do Mundo antes da final, caindo na semifinal. Mesmo assim, o Maraca continua como palco onde o Brasil mais jogou: 106 vezes, com 76 vitórias, 23 empates e sete derrotas, segundo o blog do PVC.

Além da invencibilidade no estádio em jogos oficiais, a Seleção também terá outra escrita a manter. A de ter vencido todas as Copas Américas disputadas no Brasil. Foi assim em 1919, que completou 100 anos em maio, 1922, 1949 e 1989. Esta última, numa final também no Maracanã: 1 a 0 sobre o Uruguai.

Comentários