Presidente do Flamengo celebra reforço e fala sobre 2013: 'A situação era dramática'

Mandatário comenta que pegou o clube sem dinheiro no início de sua gestão

Por O Dia

Bandeira de Mello ao lado do reforço Vitinho
Bandeira de Mello ao lado do reforço Vitinho -

Rio - O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, está na fase final do seu segundo mandato e não poderá se candidatar novamente esse ano. Durante a apresentação do novo reforço Vitinho, ele falou que pegou o clube em grave situação em 2013.

"Quando chegamos, devolvemos o Love (Vágner Love) porque não tínhamos condição de pagar nem o salário. Era uma situação dramática, mas com muita competência conseguimos superar. Olha a diferença. Em 2013, o Flamengo devolvia porque não tinha condição. Agora faz uma contratação emblemática, que era improvável e traz um craque do exterior. Todos os compromissos que o Flamengo assumiu serão cumpridos", afirmou.

O mandatário falou da nova fase rubro-negra com um time com bons jogadores: "O que se viu foi que o Flamengo manteve a solidez financeira. Só aumentou. O Flamengo cumpre os compromissos, o que é relevante para jogadores, parceiros queiram negociar com o Flamengo", disse Bandeira de Mello.