Ex-Flamengo, atualmente Paulo Victor defende o Grêmio - (Foto: Divulgação/Flamengo)
Ex-Flamengo, atualmente Paulo Victor defende o Grêmio(Foto: Divulgação/Flamengo)
Por Lance
Rio - No fim da manhã desta quinta-feira, o Flamengo foi condenado a pagar R$ 150 mil ao goleiro Paulo Victor, atualmente no Grêmio. A sentença, assinada pela juíza Maria Alice de Andrade Novaes, da 50ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), acatou os pedidos feitos pelo jogador contra o clube por férias em dobro, repouso semanal remunerado e feriados, rejeitando outros. Cabe recurso ao Rubro-Negro em segunda instância. O LANCE! teve acesso a íntegra da decisão (confira abaixo).

"O Reclamante ajuizou ação em face da Ré postulando em síntese a unicidade contratual no período de 2005 a 2017, bem como a consideração do marco prescricional apenas a contar da extinção do contrato único postulado, e ainda, o pagamento de férias dobradas por não quitadas na forma da lei, e integração da parcela salarial denominada "bicho" aos salários para quitação de outros títulos, pagamento de diferença de direito de arena recebido, pro ter sido o repasse realizado em valor inferior ao devido, a integração dos valores do direito de arena ao salário por conta de sua natureza salarial, horas extras, horas noturna, repousos seanais remunerados, diferenças de FGTS, multa do art. 467 da clt, honorários advocatícios, dentre outros pleitos.

A inicial foi instruída com documentos.

O autor requereu sigilo processual, o que foi indeferido, por conta da publicidade processual prevista em lei, não sendo o caso de exceção ao sigilo autorizainer"> Publicidade

Flamengo é condenado pela Justiça do Trabalho a pagar o goleiro Paulo Victor

Atualmente no Grêmio, o atleta entrou no TRT-1 contra o Rubro-Negro e teve a sentença proferida na manhã desta quinta