Mãe é acusada de maltratar filha em seu canal de youtube

O caso foi parar no SBT e na TV RECORD com a população indignada desejando que algo seja feito. O Conselho Tutelar foi acionado.

Por Diogo Asgard

Bel do canal do youtube: Bel para meninas.
Bel do canal do youtube: Bel para meninas. -
Maricá - Bel, uma adolescente moradora de Maricá de 13 anos, e sua mãe, têm um canal famoso no youtube voltado para crianças, "Bel para meninas", desde que Bel era pequena. Segundo denúncias de populares, em diversos vídeos a mãe fez desafios com a filha, deixou a menina em situações desconfortáveis e muitas vezes deprimentes. Em um dos vídeos a mãe faz a própria filha vomitar de nojo de uma bebida e riu da cara dela ao invés de simplesmente socorrer a criança.

Outros vídeos mostram a mãe maltratando a filha em tom de brincadeira e sempre com o apoio do marido, o pai de Bel enquanto grava os vídeos e as vezes participando incentivando-a a concordar com a mãe em situações. Houve outro episódio em que a mãe empurra Bel na piscina e a menina mostra sua frustração e ao perguntar para a mãe o por quê ela fez isso, é empurrada na piscina novamente de roupa e tudo enquanto a mãe cai na gargalhada e a menina demonstra uma tremenda indignação.

Segundo as denúncias, um dos vídeos mais absurdos é um em que Bel nada na praia contra a correnteza e começa a ser arrastada pela água e passa a nadar lutando contra, enquanto é filmada, chega a pedir socorro ao pai, mas em seguida ela consegue vencer a correnteza e fica a salvo. Ainda, segundo as denúncias de populares, o vídeo mais humilhante é um em que a mãe quebra um ovo na cabeça da filha dizendo que foi a pedido de um inscrito.

Devido fatos como os citados, o caso foi parar no SBT e na TV RECORD com a população indignada desejando que algo seja feito. O Conselho Tutelar de Maricá já foi acionado porém até então não temos notícias sobre o caso de Bel.

O jornal o Dia Maricá e a TV MAIS MARICÁ estão abertos para ouvir os pais de Bel para que possam dar uma resposta para a população que está indignada e tocada com esta situação. 

Comentários