Rodrigo Neves homenageia agentes do Niterói Presente que tiveram ato heroico

Durante solenidade, prefeito atualizará números do programa de segurança na cidade

Por Irma Lasmar

Em dois anos completados neste mês, programa recebeu investimentos de R$ 304 milhões
Em dois anos completados neste mês, programa recebeu investimentos de R$ 304 milhões -
Niterói - O prefeito Rodrigo Neves participa nesta sexta-feira às 10h de uma homenagem aos dois agentes do Programa Niterói Presente que se destacaram em ações de salvamento no mar na última semana. Os homenageados são Bruno da Silva Pereira e Thiago João Corrêa. A solenidade acontecerá na Praça Dom Orione, localizada na Rua General Rondon 279, em São Francisco. 
Com dois anos de implantação, o Niterói Presente atua em conjunto com a Guarda Municipal, a Polícia Militar e outros órgãos de segurança, dentro do planejamento do Pacto Niterói Contra a Violência. Lançado no início de 2018 pela Prefeitura, trata-se de um Plano Municipal de Segurança Pública com investimento de R$ 304 milhões nesse período em 18 projetos nos eixos de prevenção, policiamento e Justiça, convivência e engajamento dos cidadãos e ação territorial integrada. O objetivo é reduzir os índices de criminalidade em Niterói.
Os agentes trabalham sempre em dois turnos, a partir das 6h30, em grupos formados por dois policiais miliares e um agente civil de segurança. O patrulhamento é feito a pé, de carro ou moto. Em outubro do ano passado, o grupamento incorporou mais 96 integrantes, aumentando para 220 o número total - um reforço de 40%. Ao implantar o Niterói Presente em Icaraí, Santa Rosa, Centro, Fonseca, São Francisco, Charitas e Jurujuba, o efetivo da Polícia Militar que atuava nessas áreas ficou livre para reforçar o policiamento em outras regiões da cidade. Já anunciado para o Barreto, o programa poderá ser expandido também para a Região Oceânica, segundo declaração do prefeito.
Na última terça-feira, assumiu o novo coordenador do programa. Oficial do Bope com atuação no Batalhão de Choque e Comando de Polícia Pacificadora (CPP), o capitão Wellington Moreira substituiu o major David Costa, transferido para o Lapa Presente, no Rio. O projeto, bem-sucedido em Niterói, inspirou a Prefeitura de São Gonçalo: o secretário de Governo do município, Cleiton Rodrigues, anunciou na quarta-feira passada a intenção de implantar semelhante no município gonçalense - a princípio dia 24 deste mês em Alcântara e no Centro - logo após sair de uma reunião no Palácio Guanabara.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários