Pista sentido Santa Rosa foi interditada e motoristas devem seguir pela Estrada da Cachoeira - Divulgação / Leonardo Simplício
Pista sentido Santa Rosa foi interditada e motoristas devem seguir pela Estrada da CachoeiraDivulgação / Leonardo Simplício
Por O Dia
Niterói - A Prefeitura iniciou nesta sexta-feira a execução emergencial de obras de contenção na Estrada da Garganta, em Santa Rosa, devido ao risco para os moradores da localidade e para retomar o fluxo de veículos numa das vias mais importantes da cidade, que liga a Região Oceânica à Zona Sul. A estrada foi parcialmente interditada na altura da comunidade do Viradouro, devido a um deslizamento de terra na última quarta-feira.

A Empresa Municipal de Moradia Urbanização e Saneamento (Emusa) está atuando com obras emergências de limpeza e sondagem no local e, posteriormente, será feita a contenção da encosta. Os serviços serão feitos ininterruptamente para a liberação da pista. A Nittrans interditou a pista sentido Santa Rosa da Estrada da Garganta. A orientação é que os motoristas sigam pela Estrada da Cachoeira. O tráfego no sentido Largo da Batalha está autorizado apenas para carros de passeio. Operadores de trânsito estão no local.

A Subsecretaria Municipal de Trânsito esclarece que, de forma emergencial, cinco linhas de ônibus tiveram alteração nos seus itinerários: 35, 44, 36, 39 e 40. Os ônibus que passavam pela Estrada da Garganta estão seguindo pela Estrada da Cachoeira, Avenida Presidente Roosevelt, Avenida Almirante Ari Parreiras e Rua Doutor Mario Vianna, onde retomam seu itinerário normal. Entretanto, os moradores da Mário Viana não estão descobertos já que as linhas 31 e 53 atendem a região.

Uma equipe da Secretaria Municipal de Defesa Civil vistoriou o local na quarta. Um imóvel, que fica em uma área abaixo da via, foi interditado. Uma lona foi colocada pela Seconser na área do deslizamento com o objetivo de reduzir a erosão.

A Estrada da Garganta já estava contemplada no projeto de urbanização das comunidades do Viradouro e União. Serão realizados oito pontos de contenção de encostas, além de reflorestamento, saneamento, drenagem, requalificação dos acessos, equipamento cultural, parque de inclusão social e esportiva e uma Plataforma Digital. O investimento do Município será de R$ 40 milhões. A previsão é de que a ordem de início dos trabalhos seja dada nas próximas semanas.