Órgão regulador pede muito cuidado com informações falsas - Imagem Internet
Órgão regulador pede muito cuidado com informações falsasImagem Internet
Por O Dia
Niterói - Uma falsa vacina contra a covid-19 está sendo vendida em Niterói, de acordo com uma denúncia recebida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Uma empresa estaria vendendo o imunizante falsificado e dizendo que se trata da vacina em desenvolvimento pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca. A agência reguladora afirma ter acionado a Polícia Federal para investigar a informação.

"A denúncia foi apresentada no último dia 25 de setembro e no mesmo dia houve avaliação e encaminhamento formal para a Direção Geral da Polícia Federal", afirmou a Anvisa em nota.
A agência alerta que até o momento não há nenhuma vacina contra a doença autorizada a ser comercializada no Brasil. A Anvisa pede que até a liberação, não seja adquirido nenhum suposto imunizante contra a doença.

"Existem no Brasil vacinas contra a Covid-19, exclusivamente para uso em estudos clínicos. Não há permissão para comercialização e distribuição dessas vacinas", reitera a Anvisa.

No país, a vacina desenvolvida pela AstraZeneca, em parceira com a Universidade de Oxford, ainda está em fase de teste - com apenas voluntários recebendo a dose imunizante - e não tem aprovação para venda. A vacina é tida como uma das principais apostas para a imunização contra o coronavírus no país pelo governo brasileiro.
Publicidade
Segundo a PF, as condutas apuradas podem se enquadrar em dois artigos do Código Penal: 273 (falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, com pena de 10 a 15 anos de prisão) ou 171 (obter, para si ou para outra pessoa, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento, com pena de um a cinco anos de prisão).