Por thiago.antunes

Rio - Para um grupo de estudantes de escolas públicas de áreas com UPPs, o sonho de ser escritor fica mais próximo da realidade hoje. Após seis meses, chega ao fim o concurso literário ‘Eu, Jovem Carioca’, iniciativa do Fundo Carioca da Brazil Foundation apoiada pelo DIA, com a escolha dos três melhores trabalhos no Teatro Sesi. As três melhores ilustrações também serão premiadas.

Foram seis meses de seleções, oficinas com escritores como Affonso Romano de Santana e desafios até a escolha dos 15 finalistas, em trabalho coordenado por Charles Siqueira. Na família de Vitor Mattos, 17 anos, a ansiedade é em dobro.“Meu primo ilustrou minha história, e tenho certeza de que ele vai ganhar. Já eu, não sei”, afirma o estudante do 3º ano, que durante o concurso teve a certeza da profissão que quer seguir. “Amei a visita ao DIA. Quero ser jornalista.”

Aziz Filho%2C Charles Siqueira e André Hippertt recebem as ilustrações Carlo Wrede / Agência O Dia

Seu primo Allan Rocha, 18 anos, estuda Comunicação Visual no Senai e um dia descobriu que participava do mesmo concurso. “Foi engraçado. Como os ilustradores é que escolheram as histórias selecionadas, dei de cara com a do Vitor. Peguei a dele”, conta.

Aziz Filho, diretor de Redação do jornal, destacou a oportunidade de participar do processo. “Para o jornal mais carioca de todos, é uma honra ajudar a revelar esses artistas.” Já Eliane Birman, coordenadora da Brazil Foundation, elogiou a parceria. “Foi muito importante contar com o DIA, que deu aquilo que é mais precioso: reconhecimento e orientação para os novos talentos com palavras como as do diretor de Arte, André Hippert”, concluiu.

Você pode gostar