Por bianca.lobianco

Rio - Um ônibus da linha 413 (Jardim de Alah-Muda), da viação Alfa, tombou ontem ao fazer a curva de acesso da Leopoldina para a avenida Paulo de Frontin, no sentido Túnel Rebouças, por volta das 11h30. Entre as dez pessoas que ficaram feridas no acidente, apenas um homem permanece internado. Sérgio Ricardo Lopes, de 49 anos, morador de Bangu, sofreu uma lesão vascular no braço e teve o membro amputado.

O motorista Djalma Lopes de Carvalho, de 54 anos, contou que descia pelo Viaduto dos Marinheiros e a que a traseira do coletivo derrapou no momento em que ele fazia a curva.

Homem observa o interior do ônibus que tombou em uma curva no acesso para o Viaduto Paulo de FrontinEstefan Radovicz / Agência O Dia

O depoimento foi prestado na 18ª DP (Praça da Bandeira). De acordo com testemunhas que não quiseram se identificar, o ônibus fazia a curva em alta velocidade antes de tombar na calçada. Após o depoimento, Djalma foi encaminhado ao IML para fazer exame que pode detectar presença de álcool no sangue.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, sete vítimas, incluindo o motorista, foram levadas para o Hospital Souza Aguiar, e as outras três para o Miguel Couto. Com exceção de Sérgio, ninguém sofreu ferimentos graves e todos receberam alta ao longo da tarde de ontem.

Três ambulâncias e quatro carros do Corpo de Bombeiros estiveram no local. Uma faixa da via chegou a ser interditada devido ao atendimento dos Bombeiros. De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, o trânsito na região ficou lento por conta do acidente.

Em nota, o consórcio responsável pela concessão da linha informou que está prestando assistência às vítimas e fornecendo as informações ao trabalho da perícia policial. Ouvidas pela equipe de reportagem, pessoas que passavam pelo local denunciaram que ônibus costumam passar em alta velocidade pelo local.

Você pode gostar